Conteúdo

Santos inicia ação inédita no País para evitar o descarte de lixo na praia

25 de janeiro de 2020
14h 28

A Prefeitura de Santos iniciou neste sábado (25) a Operação Areia Limpa, parceria inédita no País junto a alguns ambulantes que atuam na praia para diminuir a quantidade de resíduos sólidos descartados incorretamente. O tradicional trio formado por guarda-sol, cadeira e banquinho ganha a companhia de mesa, lixeira e bituqueira de bambu – tudo para tornar ainda mais cômodo e eficiente o descarte do lixo.

Taças e copos passam a ser retornáveis e os canudos, compostáveis, já que são feitos de uma mistura de mandioca, milho e óleos vegetais que, após o uso, são utilizados como adubo.

Cada barraca tem ainda um carrinho coletor, manejado pelos comerciantes com a finalidade de recolher o material depositado nas lixeiras, mesmo no período de permanência dos clientes, que recebem um material informativo sobre o descarte de resíduos.

A iniciativa está disponível, em caráter experimental até o fim do verão, nas barracas Pirata (praia do Gonzaga) e Mar e Sol (praia da Aparecida), cujos permissionários participaram ativamente da criação das estratégias para ampliar a conscientização dos frequentadores em relação ao lixo produzido durante a permanência na praia.

O encontro que debateu as propostas foi realizado em dezembro do ano passado, fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Santos, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), a Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA, na sigla em inglês) e Agência de Proteção Ambiental da Suécia (Sepa, na sigla original).

“Desde 2018 a Prefeitura realiza uma série de estudos junto à Abrelpe e aos órgãos internacionais e essa é uma parte do resultado desse trabalho. Estamos buscando soluções fáceis e concretas para deixar a praia o mais isenta possível de resíduo”, afirma o secretário municipal de Meio Ambiente, Marcos Libório.

Após a estação mais quente do ano, serão avaliados a reação e o comportamento do banhista em relação a essa novidade e, com base nos resultados, o serviço poderá ser ampliado para toda a faixa de areia.

PARTICIPAÇÃO

O ambulante Leonardo Augusto Fortunato, que atua há dois anos na barraca Pirata, diz que fica feliz por fazer parte dessa ação pioneira. “Nosso grande objetivo é tirar o lixo do mar, conscientizar as pessoas, de forma que elas reproduzam esse comportamento cidadão em outros locais. Bitucas de cigarro, canudos, espetos de churrasco, palito de sorvete, tampinhas de garrafas são os resíduos que mais encontramos.”

Ele torce para que a iniciativa se expanda. “Se todos os ambulantes se unirem, teremos uma qualidade de água do mar melhor e uma praia mais valorizada, que atrairá mais pessoas”.

O autônomo Flávio Perez, morador de Monte Alto (SP), voltou a Santos após sete anos e aprovou a iniciativa. Na cidade onde mora, ele e os amigos costumam recolher o lixo reciclável que encontram enquanto caminham na beira da estrada e em parques.

“Achei muito legal e espero que em breve o projeto seja ampliado para toda a praia. A iniciativa é uma sementinha que vai gerar frutos e vai se espalhar”, acredita o turista.

 

LEIA MAIS SOBRE A LIMPEZA NA PRAIA - MUTIRÃO RECOLHE MICROLIXO

Fotos: Susan Hortas

Galeria de Imagens

Cadeiras, mesa, bituqueira e lixeira em primeiro plano sobre a areia. Ao fundo se vê banhistas sentados. #Pracegover
Imagem em close tem mão segurando um folheto informativo sobre o descarte de lixo. Praia está ao fundo. #Pracegover
Sobre a areia, parte do kit exposto. Há bituqueira, carrinho, lixeira e display informativo. #Pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.