Conteúdo

Programas santistas de inclusão social conquistam prêmio entre 15 estados

20 de setembro de 2019
13h 06

O trabalho de inclusão social e capacitação profissional realizado pela Prefeitura de Santos nas sete Vilas Criativas do Município conquistou a terceira colocação na categoria redução da Desigualdade Econômica, do 3º Prêmio Cidades Sustentáveis. A Cidade também obteve a terceira colocação na categoria Acessibilidade, com o programa Santos Acessível. O resultado foi divulgado na tarde desta quarta-feira (18), durante a programação da Conferência Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis, evento que ocorre no Parque do Ibirapuera, na Capital, até sexta-feira (20).

 As Vilas Criativas, equipamentos públicos construídos em regiões da vulnerabilidade social, tiveram sua importância destacada. Entre as modalidades que oferecem estão aulas gratuitas de culinária, dança, artesanato e atividades físicas, além de inúmeros cursos e eventos que visam a capacitação profissional. As Vilas Criativas do Morro da Penha, Vila Nova e Vila Progresso também disponibilizam, gratuitamente, modernas salas de cinema, academias de ginástica e espaços de lazer.

Premiado no quesito Acessibilidade, o programa Santos Acessível oferece melhores condições de acesso a pessoas com deficiência, tornando o município referência em inclusão social e em qualidade de vida a esse público. No município, dos 433 mil habitantes, 22% são deficientes (IBGE/2010), o que leva a Prefeitura a um esforço contínuo para garantir a inclusão social.

O Prêmio Cidades Sustentáveis avalia resultados concretos e mensuráveis em três categorias: desigualdade econômica, acesso a serviços e Acessibilidade. Este ano recebeu 114 inscrições de projetos e ações públicas de 61 municípios, distribuídos por 15 estados.

A premiação é uma realização do Programa Cidades Sustentáveis, ao qual Santos aderiu em 2014, e Oxfam Brasil, em parceria com a Associação Brasileira de Municípios e Frente Nacional de Prefeitos. A iniciativa conta com apoio do CITinova, Fundação Ford e Instituto Arapyaú.

 

Cidade também é referência em Meio Ambiente.