Conteúdo

Abertura de microempresas cresce 60% em Santos nos últimos anos

22 de janeiro de 2018
15h 10

Confirmando que Santos é uma das melhores cidades brasileiras para se fazer negócios (conforme estudo da consultoria Urban Systems para a revista Exame), o número de microempresas individuais (MEIs) vem crescendo significativamente nos últimos anos na Cidade.

Em 2015, a Prefeitura recebeu 1.189 solicitações de alvará de MEIs. O ano passado fechou com 1.906 pedidos, aumento de 60,3% e equivalente a uma média mensal de 158.

Na Baixada Santista, o número de MEIs cresceu 142% nos últimos cinco anos, passando de 34,4 mil para 83,2 mil, de acordo com o Sebrae-SP.

FACILIDADES

O MEI é um indivíduo que trabalha como autônomo, mas se legaliza para ser um pequeno empresário. Essa pessoa passa a ser enquadrada no regime de tributação do Simples Nacional, ficando isento de tributos federais como PIS, Cofins, Imposto de Renda, entre outros.

Para ser um MEI é necessário faturar hoje até R$ 60.000,00 por ano ou R$ 5.000,00 por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.

Em Santos, quem deseja abrir um negócio conta com a Sala do Empreendedor, um único local para agilizar os processos necessários para abertura de empresas, alteração de atividades econômicas e transferência de local.

O equipamento abre, em média, 500 processos de solicitação de alvará, transferência de local, entre outros.  Ele reduziu, por exemplo, para quatro dias o tempo médio de abertura de empresas de baixo risco, processo que antes demorava meses.

Uma das pessoas que comprovaram a facilidade da Sala do Empreendedor, neste ano, foi Robert dos Santos Andrade, de 21 anos. Ele dá aulas de mandarim (língua falada na China) e buscou as informações na internet e Sebrae sobre a importância de oficializar o negócio. “Achei fácil e muito rápido, sem complicação. Resolvi em questão em quatro dias”.

O professor atualmente tem 30 alunos e conta que se tornou MEI para tornar seu negócio oficial.

Em 2017, as atividades que tiveram mais aberturas de MEIs em Santos foram cabeleireiros, manicure e pedicure; promotor de vendas; digitador; eletricista e pedreiro.

 

Foto: Francisco Arrais