Conteúdo

Nas ruas e no palco, música é atração nos cinco dias do Festival Santos Café

26 de junho de 2019
15h 05

Quem gosta de boa música tem programação de sobra durante o 5º Festival Santos Café, de 5 a 9 de julho, no Centro Histórico. Esta edição é marcada pelo recorde de 83 atrações diferentes, em ruas e 10 pontos da área mais antiga da Cidade.

Além da apresentação da Orquestra do Instituto GPA, às 19h do dia 5, encerrando a solenidade de abertura do festival no Museu do Café, haverá show, às 20h, no Palco da XV (esquina do bulevar da XV de Novembro com a Rua do Comércio), a cargo da Serial Funkers.

A banda já tocou na abertura da mega-apresentação da diva americana Gloria Gaynor, em 2007, em Recife (PE), e dividiu o palco com grandes nomes como Sandra de Sá, Tony Garrido, Ed Motta, Cláudio Zoli e Negra Li.

 

SAMBA E ROCK - No dia seguinte (6), às 13h, sobe ao palco Rafaella Laranja e o sambista Edgar Pereira, dupla de sucesso onde se apresenta. Aliás, Rafaella e seu pandeiro são figurinhas carimbadas nas noites santista e paulistana, interpretando de forma toda especial importantes peças da MPB.

Já o Street Band Sena Sopra Metais percorre, a partir das 14h, as ruas do Centro, mantendo a animação para o show do Kings of the Queen, que se apresenta no Palco da XV às 15h30. A banda homenageia o Queen em todas as fases, mas repertório e figurino têm como referência o show de Wembley, de 1986.

Encerrando a noite de sábado no palco, às 18h, é a vez de Father Milk Reunion, quarteto de longo currículo no pop rock nacional, sempre com um toque diferenciado, que conta com Cristopher Clark, cuja habilidade vocal lhe valeu o troféu do X Factor Brasil. Ainda nesse dia, tem Grupo Choro & Afins, às 11h, no bulevar da Rua XV; Garagem Erudita (rock instrumental) e Tite Franco e Banda (pop rock), às 12h e 14h, no Espaço Arcos do Valongo (R. Comendador Netto, 3), e Sena Sopra Metais Duo, às 12h, na Estação do Valongo (Largo Marquês de Monte Alegre, 2).

 

PAGODE, MPB  E JAZZ – A programação musical do dia 7 começa às 11h, com o Quarteto Hora do Choro, no bulevar da XV. Uma hora depois, no Arcos do Valongo, tem a Banda Trilogia (MPB, pop rock e pop) e, às 16h, show da União Imperial. Também às 12h, Maurício Fernandes Duo apresenta-se na Estação do Valongo.

Já no palco da XV, às 13h, tem apresentação do Grupo Feitiço, há 24 anos sinônimo de pagode e samba. Anderson Fernandes e Banda Classe A vão balançar o público a partir das 15h30, com muito samba e MBP. A noite termina com a Banda Jamz, ganhadora do Prêmio Multishow, que já se apresentou em palcos do Rock in Rio, Festival de Verão de Salvador e Planeta Atlântida.

No Museu Pelé, o jazz impera a partir das 15h, com José Simonian, enquanto às 17h o Museu do Café (R. XV de Novembro, 95) abre sua varanda ao público, pela primeira vez, para um café musical a cargo do grupo O Bando.

 

ROCK, MPB E BOSSA NOVA – A programação do dia 8 começa com o Grupo Choro de Roda, às 11h, no bulevar da Rua X, enquanto o Arcos do Valongo, a partir das 12h, vai de Banda Querô, Quarteto de Cordas e Roda de Samba do Ouro Verde. Na Estação do Valongo, às 12h, tem Maurício Fernandes Duo e, às 15h, no Museu Pelé, Bruno Robalo e Vitor Rodrigues apresentam Clássicos Atemporais.

Didi Gomes abre as apresentações do dia no Palco da XV, às 13h. Suas interpretações de clássicos da MPB e do samba fizeram história, sobretudo no tributo a Elis Regina. Uma hora depois, é a vez de Jazz Walkers New Dixie circular pelas ruas do Centro Histórico.

Ainda no palco principal, a Banda Musirama chega às 15h30 para um repertório que vai da black music ao reggae, passando pela MPB, pop e rock. Para completar, Renato Vianna apresenta seu talento de cantor e músico a partir das 18h. Com temporadas na Itália e na Espanha, ele apresentará peças de destaque na MPB, jazz, samba e choro.

ROCK E POP – O último dia do festival (9) tem o grupo Pra que Chorar, às 11h, no bulevar da Rua XV; Sena Sopra Metais Duo, às 12h, na Estação do Valongo; Gab Veneziani e Maurício Martins Duo, com soul, jazz e MPB, às 15h, no Museu Pelé.

A energia da banda General Tequila vai embalar, a partir das 13h, o Palco da XV. O grupo, que arrasta um público fiel, tem um repertório com mais de 400 músicas, que engloba praticamente tudo que envolve os universos do rock and roll e da pop music.

Primeiro cover brasileiro que cantou em Memphis (EUA), terra de Elvis Presley, Gilberto Augusto, sobe ao palco às 15h30. Considerado o melhor intérprete de Elvis de toda a América Latina, ele faz performance que impressioina por seu potencial vocal e figurino. A programação se completa com show, às 18h, da Banda Monte Castelo, com um tributo ao Legião Urbana.

 

Foto: Isabela Carrari/arquivo

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.