Conteúdo

Mulheres consagradas na cultura pop são destaque no Santos Festival Geek

11 de novembro de 2019
14h 21

MARIA ESTELA GALVÃO

Em um ambiente predominantemente masculino, onde opinar sobre games e quadrinhos é considerado algo técnico e complexo, as mulheres despontam na Baixada Santista, no Brasil e no mundo. Santos, com amplo universo nerd e geek, é reduto de três especialistas consagradas na cultura pop e que serão destaque no 3ª Santos Criativa Festival Geek, evento marcado para os próximos dias 14 e 17, no Centro Histórico.

Enquanto uma é a primeira mulher no mundo a se tornar comentarista de um jogo eletrônico de tiro, outra virou a única especialista em Batman no País. E a terceira, é a principal editora de um site criado para representar o sexo feminino no meio das HQs. Em comum, elas têm a paixão pelo que fazem, a dedicação e a luta contra o preconceito.

Jornalista, gamer e apaixonada por esportes, a santista Victoria de Sá e Santos Rodrigues, conhecida por Viic, tem 24 anos e é comentarista contratada pela Ubisoft Brasil, uma das maiores plataformas de jogos on-line do planeta. Sua missão é acompanhar os campeonatos do Rainbow Six Siege, um jogo on-line com torneios realizados o ano todo. Focada e já com boa experiência, passou de free-lancer a profissional reconhecida pela empresa.

“Sempre gostei de esportes e atuei no jornalismo para ficar mais perto da área. Até que conheci os eSports (competições organizadas de jogos eletrônicos), comecei a jogar Rainbow Six e fiquei viciada. Um dia fui convidada para cobrir o jogo e hoje sou comentarista. O trabalho é o mesmo de um jogo de futebol”, explica.

No próximo dia 15, às 16h30, Viic falará sobre sua experiência profissional para o público do Festival Geek. “Enquanto a maioria dos eventos ocorre em São Paulo, o Santos Geek facilita e aproxima os fãs de games e quadrinhos. “É importante permitir acesso a esse mundo”.

A palestra Primeira Comentarista de Rainbox Six será no auditório do Museu Pelé e Vicc dará dicas sobre o que é necessário para trabalhar como casters (como se chamam as duplas de narradores e comentaristas de jogos eletrônicos). Afinal, algumas habilidades são necessárias, já que ela pode enfrentar transmissões pela internet de até nove horas.

Como gamer de carteirinha, a jovem vai analisar a evolução dos jogos eletrônicos ao longo dos anos. “Hoje, eles parecem filmes. A diferença é impressionante. E com atores por trás dos jogadores”. E também falará sobre sua luta contra o machismo no mundo geek, que enfrentou com o apoio da família. “O ódio na internet é absurdo e sou desacreditada logo no começo de um jogo. Sinto que tenho menos espaço para errar do que os homens e até me afastar uns meses para saber lidar com os haters. Mas a melhor forma de lutar contra isso é não desistir”.

 

BATMAN

Única mulher especialista em Batman no País. Sim, o título existe e é dedicado à historiadora Laluña Machado, 28 anos, que em 2014 decidiu estudar o personagem mais famoso do mundo para um trabalho acadêmico. Não parou mais.

A pesquisadora também conversará com o público durante o festival para explicar o que a levou a dedicar tanto tempo analisando Batman sob óticas variadas. “Ele é um personagem que já passou por muitas mudanças e nunca superou o trauma do assassinato dos pais”. A palestra 80 anos do Batman – dos quadrinhos ao imaginário coletivo será realizada no dia 15, às 11h.

De perfil deprimido, viciado em drogas e fazendo apologia às armas a um personagem mais esquivo, denso e, finalmente, maduro, Batman, segundo a historiadora, rendeu inúmeras análises. Seu trabalho atraiu a atenção do apresentador da TV Globo Pedro Bial, que mandou sua equipe a Santos para gravar um minidocumentário com a jovem. ”Ele é um herói crível e as histórias vão permitindo entender como funciona a mente do personagem”.

Durante a palestra, ela também falará sobre os ataques que sofre até hoje. “Ouvi homem dizer que eu não tinha capacidade para entender a complexidade do Batman”.

Para mostrar o contrário, Laluña não só se aprofundou nos estudos do personagem como lançará no dia 16, às 16h45, o livro Mulheres e Quadrinhos, um trabalho de 500 páginas com depoimentos de 130 mulheres do Brasil que atuam como quadrinistas, roteiristas, pesquisadoras e jornalistas. Escrita em conjunto com a jornalista Dani Marino, pesquisadora em quadrinhos, a obra pretende ser referência para a variedade de traços e narrativas das HQs.

“É uma forma de explicarmos que as mulheres não fazem só quadrinhos fofinhos”, diz Dani, editora do site e do coletivo minasnerd.com, espaço criado há cinco anos para marcar a presença do público feminino nos universos geek e nerd.


MINAS NERDS

 

Com 10 colaboradoras fixas de várias partes do País, sendo quatro representantes da Baixada Santista (Dani Marino, Laluña Machado, Danielle Lhoret e Aline Pereira), o Minas Nerds está presente em site e em redes sociais para divulgar e discutir novidades, tendências e outros temas importantes. Suas representantes participam de eventos e workshops para falar da atuação das pesquisadoras e da luta contra o preconceito.

As integrantes discutem ‘nerdices’ em um grupo fechado no Facebook, já que em outros ambientes elas eram muito hostilizadas. “O grupo é secreto, mas a fanpage sofre ataques até hoje porque pensam que não sabemos escrever. Nos ameaçam inbox e nosso trabalho é desprestigiado constantemente”, ressalta Dani.

A pesquisadora explica que, pela primeira vez, o Santos Geek terá um espaço exclusivo para as Minas Nerds. “Não vamos nos limitar a falar sobre mulheres ou questões de gênero. Falaremos sobre mercado editorial de quadrinhos, Jornada da Heroína, Batman, o futuro do universo cinematográfico da Marvel, serial killers, ficção científica, edição e tradução de quadrinhos, escrita criativa e quadrinhos LGBT”.

As atividades das Minas Nerds serão realizadas no Doca Valongo (Rua Tuiuti, 26). Confira a programação

Dia 15/11

  • 11h – Palestra: 80 anos do Batman – dos quadrinhos ao imaginário coletivo, com Laluña Machado
  • 13h – Painel: O que esperar do MCU?, com Gabriela Franco, Clarissa Monteiro e Thiago Cardim
  • 15h – Palestra: We Power Tech – como construir na AWS com times diversos e inclusivos!, com Gabryella Correa – CEO da Lady Driver, Juliana Amoasei – Desenvolvedora & mentora da Laboratória, e Mélori Schemith – Executiva de Vendas da AWS
  • 16h30 – Palestra: Representatividade LGBT nas HQs, com Dani Marino
  • 11h às 18h – Exposição: Harry Potter
  • 11h às 18h – Exposição: Star Trek


Dia 16/11

  • 11h – Palestra: Jornada da Heroína, com Gabriela Franco
  • 12h45 – Painel: Literatura em Quadrinhos, com Danielle Lhoret, Alexandre Barbosa e convidados
  • 14h – Bate-Papo: Serial Killer que amamos odiar, com Cláudia Lemes e Flávia Saad
  • 15h30 – Apresentação: Dubladora Luisa Palomanes
  • 16h45 – Lançamento do Livro: Mulheres e Quadrinhos da Editora Skript, com Dani Marino, Laluña Machado e diversas autoras
  • 11h às 18h – Exposição: Harry Potter
  • 11h às 18h – Exposição: Star Trek

17/11

  • 11h – Palestra: Tradução e edição de quadrinhos, com Carol Pimentel
  • 13h15 – Palestra: Representatividade feminina nos games, com Clarissa Monteiro
  • 15h – Painel: Literatura e quadrinhos de horror, com Danielle Lhoret e Vitor Freudt
  • 16h45 – Painel: Distopias que se tornaram realidade – o futuro do Sci-Fi, com Alexandre Barbosa e Juh Oliveira
  • 11h às 18h – Exposição: Harry Potter
  • 11h às 18h – Exposição: Star Trek


O Santos Criativa Festival Geek 2019 é uma realização do Santos, Visitors & Convention Bureau, Prefeitura de Santos e Governo do Estado de São Paulo, por meio do Proac. Patrocínio: Usiminas, Rede Litoral de Supermercados, Kascão e Transbrasa. Apoio: Instituto Usiminas e DFS Gol Business. Apoio Cultural: Ibis Santos Valongo, Pens and Dolls, Gamer XP, Comix, Grupo A Tribuna e Cine Roxy.

 

Galeria de Imagens

Laluña e Dani Marino estão sentadas a uma mesa repleta de gibis. #Pracegover
Laluña e Dani Marino

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.