Conteúdo

Fumacê percorre quatro bairros de Santos a partir de terça-feira

Publicado: 12 de abril de 2021
15h 57
PORTAIS

AJUDE A EVITAR O AEDES AEGYPTI

A Secretaria de Saúde realiza nebulização para combater o mosquito Aedes aegypti em quatro bairros de terça-feira (13) a quinta-feira (15). A aplicação do inseticida será do tipo fumacê, com veículo dispersando o produto, sempre a partir das 18h, no Estuário, Areia Branca e em partes da Ponta da Praia e do Bom Retiro. O Aedes transmite dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.

Na Ponta da Praia, o carro com fumacê passará pelo trecho compreendido pelas avenidas Joaquim Montenegro, Afonso Pena, Mário Covas Júnior e Pedro Lessa. No Bom Retiro, entre as ruas Francisco de Domenico e as avenidas Hugo Maia, Jovino de Melo e Nossa Senhora de Fátima.

Na sexta-feira (9), as equipes terminaram a nebulização na Caneleira, São Jorge, Vila Nova e Vila Mathias, totalizando 94 quadras.

FÊMEAS ADULTAS

No fumacê, o veículo deve passar três vezes no mesmo local para que o inseticida atinja eficácia. É pedido ao morador que deixe portas e janelas abertas e, se possível, que levante a colcha da cama. A indicação da nebulização com o fumacê é para controle de fêmeas adultas do Aedes aegypti. Sua aplicação se dá em situações de emergência quando o controle preventivo não é suficiente.

A chefe técnica da Seção de Controle de Vetores, Ana Paula Favoreto, lembra que a nebulização com fumacê tem como alvo as fêmeas adultas do Aedes aegypti. "Sua aplicação se dá em situações de emergência quando o controle preventivo não é suficiente". Ela destaca que somente os mosquitos adultos que estiverem voando, no momento da pulverização, serão controlados.

"O mosquito se reproduz em qualquer água parada que encontrar. É importante não deixar água acumulada em casa. Pedimos para as pessoas verificarem pneus, garrafas, pratinhos de plantas, até mesmo o bebedouro do animal de estimação", completa.

CASOS CONFIRMADOS

Santos registra este ano 668 casos de Chikungunya, com uma morte, e 256 de dengue - nenhum de zika. O último registro de febre amarela urbana data da década de 1940.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.