Conteúdo

Curta-metragem premiado ‘Tábua Santista’ está disponível na internet

28 de novembro de 2016
13h 40

O curta-metragem ‘Tábua Santista’, vencedor na categoria 'melhor documentário nacional' na 5º edição do Mimpi – Festival Internacional de Filmes de Surfe e Skate -, no Rio de Janeiro, já está disponível na internet (clique aqui). A obra audiovisual é resultado do Trabalho de Conclusão de Curso de Jornalismo de formandos da Unisanta, com participação da estagiária da Secretaria de Comunicação e Resultados (Secor), Roberta Caprile (foto), também uma das responsáveis pela direção e roteiro.

No domingo (27), aconteceu o lançamento oficial do curta, no Cinza General Store, onde os convidados também conferiram uma exposição com a réplica da primeira prancha e elementos relacionados ao tema. O documentário conta a história da primeira prancha de surfe do País, criada em Santos. “Todo mundo foca em quem produziu e em quando a prancha foi criada. Na obra, ela passou de um objeto na história e virou protagonista. Isso foi inédito”, conta Roberta.

O curta mostra a importância da prancha de surfe construída na década de 1930, por Thomas Rittscher, no quintal de casa, em Santos. São 15 minutos com depoimentos de surfistas, historiadores e jornalistas especializados. “Foi a primeira produção audiovisual da maioria do grupo e receber esse prêmio foi sensacional”.

O documentário tem direção e roteiro de Junior Faria e Roberta Caprile; direção de fotografia de Caio Faria; imagens de Alexsandra Izar, Caio Faria, Caroline Oliveira e Alexandre Valdívia (aéreas) e produção de Luciana Novais e Jheniffer Adorno. Entre os apoiadores está Victor Deluke (animação) e a trilha sonora é de Eduardo Golzi, da banda Aliados, e Caio Bosco.

Pioneirismo

A relação pioneira de Santos com o surfe foi além da história com a primeira prancha. Em 1991, a Prefeitura criou a Escola Radical de Surf, em funcionamento no Posto 2, no bairro da Pompeia. Por ali já passaram mais de 30 mil pessoas, uma média de 2 mil por ano entre alunos, projetos e parcerias no surfe e no bodyboard.

Além disso, no calendário oficial do Município, consta desde 2002 o Dia do Surfista, celebrado em 21 de janeiro.

Foto: Ronaldo Andrade