Conteúdo
Serviço

Balneabilidade

Publicado: 6 de fevereiro de 2018
16h 25

Sabe aquelas bandeiras verde e vermelha que indicam, respectivamente, se a praia está própria ou imprópria para banho? Só é possível fazer essa medição pelo trabalho do centro de controle de balneabilidade das praias de Santos, que fica no Orquidário Municipal (Praça Washington s/nº, José Menino), onde há um acompanhamento de toda a água que é despejada no mar por meio dos canais.

Este Laboratório de Controle Ambiental, em parceria com a Cetesb, capta amostras três vezes por semana, extraídas de sete pontos das praias, para identificar a classificação a um metro de profundidade do mar. O serviço é essencial para evitar a exposição aos banhistas às doenças de veiculação hídrica e patogênicos oportunistas, como gastroenterite, hepatite A, cólera, febre tifóide, entre outras.

Dentro do trabalho de controle ambiental, o Município também conta com o Sistema Integrado de Monitoramento de Comportas, que marca uma nova era em termos de qualidade de balneabilidade, servindo de referência para outros pontos da costa litorânea do país.

O acionamento é feito pela Central das Comportas, que fica na Praça Paulo Viriato Correa da Costa, antiga Ilha de Conveniência, localizada na Avenida Bartolomeu de Gusmão com Av. Conselheiro Nébias, na orla.

O sistema viabiliza intervenções imediatas em caso de abertura e fechamento desses equipamentos. Para se ter uma ideia da agilidade que a automação proporciona, para fechar ou abrir todas as comportas, os técnicos levavam cerca de uma hora e agora podem acionar todas, simultaneamente, em até 12 minutos.