Conteúdo
Projeto

Calçada Para Todos

Calçada Para Todos

Quase 68 mil metros de passeios revitalizados. Este é o balanço da implantação pela Prefeitura do padrão Calçada para Todos até agosto de 2020 em vias da Cidade.

O levantamento aponta um total de 20 bairros que já receberam a melhoria: Aparecida, Areia Branca, Bom Retiro, Caneleira, Castelo, Centro, Chico de Paula, Gonzaga, Marapé, Morro Nova Cintra, Paquetá, Ponta da Praia, Rádio Clube, São Manoel, Saboó, Santa Maria, São Jorge, Valongo, Vila Mathias e Vila Nova.

 
O novo padrão avança com as obras dos 18 km de corredores de ônibus da remodelação viária da entrada da Cidade, na Zona Noroeste, Área Central Histórica e Morros. Foram atendidas as avenidas Nossa Senhora de Fátima, Jovino de Melo, Martins Fontes e São Leopoldo, entre outras vias.
 
Enquanto isso, também são realizadas obras no Quadrilátero Turístico e Comercial do Gonzaga, área de 800 metros que abrange trechos das avenidas Marechal Deodoro e Floriano Peixoto; e das ruas Pereira Barreto, Euclides da Cunha e Marcílio Dias.
 

Concreto

Os passeios são executados em concreto desempenado, com área para livre circulação e de serviço, e esquinas reservadas para travessias de pedestres. E incluem paisagismo e rampas para acessibilidade. Os projetos visam obter o aproveitamento máximo dos benefícios, redução dos custos de implantação e manutenção.

O novo padrão foi oficializado pela Lei Complementar 980, de 15 de setembro e promete modernizar todos os passeios da Cidade. A implantação se dará à medida que são realizadas novas obras pela Prefeitura, e também com os consertos de passeios particulares antigos, com danos em área maior que 30% de toda a calçada.

Serviços executados ano a ano

67.771,42 metros de passeios executados

  • 2013 - 3.209,95 m
  • 2014 - 4.534,54 m
  • 2015 -  6.902,95 m
  • 2016 - 2.998,58 m
  • 2017 - 8.345,16 m
  • 2018 - 20.970,30 m
  • 2019 - 10.145,06 m
  • 2020 - 10.664,88 m

Cartilha Calçada para Todos

O passo a passo para executar uma calçada de acordo com a nova padronização estabelecida na Lei Complementar 980/2017 pode ser conferido aqui. Trata-se da Cartilha Calçada para Todos: 38 páginas mais capa, vastamente ilustrada com fotos e desenhos que elucidam as diversas situações encontradas nos passeios.

A publicação destaca a setorização das calçadas de acordo com sua função: faixa livre e faixa de serviço, incluindo tabela com a largura das faixas, metragem relativa à dimensão do passeio. Especifica ainda regras para que as esquinas facilitem a passagem e acomodação de pedestres, e propiciem boa visibilidade dos veículos, garantindo a segurança de pedestres e condutores.

Receita

As responsabilidades da Prefeitura e dos proprietários dos imóveis estão salientadas na publicação, bem como regras para plantio de árvores e poda de raiz, e para rampas de acessibilidade. O material esclarece ainda os casos onde é necessária a recomposição parcial ou total do passeio, conforme o tamanho do dano existente, e dá a receita do concreto desempenado.

A cartilha é fruto de estudo para a nova legislação, elaborado em 2015 pela equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura e Edificações: à época, sob a chefia do arquiteto Glaucus Farinello e coordenação do arquiteto Ricardo Martins. Teve como referências a NBR 9050 da Associação Brasileira de Normas Técnicas e legislações federais para pessoas com deficiência e idosos.

Ilustração mostrando a esquerda, em primeiro plano, um celular recebendo um e-mail e a direita, em segundo plano, uma xícara com café. #pracegover

Entre em contato com a Ouvidoria

Para pedir, informar ou reclamar alguma coisa sobre esse serviço acessa a ouvidoria digital.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.