Conteúdo

Vovó sabe-tudo de Santos vira capa de revista

2 de setembro de 2019
18h 25

“Tô me achando o máximo”, revelou, em tom de brincadeira, a vovó sabe-tudo Elaine Duarte Loureiro, 75 anos, vencedora do Concurso Sênior AT Revista e capa da edição que circulou este domingo, no jornal A Tribuna. Secretária bilíngue aposentada em 1998, ela estreou em dezembro no Programa Vovô Sabe-tudo, da Prefeitura, quando passou a dividir com Isabel Martinho a monitoria da Basílica de Santo Antônio do Embaré, uma das igrejas que integram o Programa de Visita Cultural às Igrejas, promovido pela Setur (Secretaria de Turismo).

 

Acordada às 8h de domingo pela irmã, que lhe informou sobre a novidade, Elaine só conseguiu sair de casa duas horas depois, tal a quantidade de ligações que recebeu. “E hoje pela manhã até autografei uma revista de um frequentador da igreja”, comentou, divertindo-se com o que chama de “momentos de fama”.

 

Curiosamente, há cerca de quatro anos ela desistiu de participar de um concurso semelhante. Interessada em ter uma recordação do Baila Viver Bem, realizado pela AT Revista em agosto, ela soube do concurso enquanto aguardava na fila para uma foto. E resolveu participar do concurso com a amiga Maria Inês Viana, que ficou entre as 10 finalistas do certame. Ao todo, 73 mulheres com mais de 60 anos se inscreveram.

PRETENSÕES

Santista e mãe de Giulliana, Elaine é avó de Júlia, 15 anos, e Pedro Henrique, de 7. Entre seus programas favoritos estão ir a shows e dançar. Pilates e caminhadas são seus exercícios preferidos. Mas o que a enche também de satisfação é atuar como vovó sabe-tudo. “É uma felicidade muito grande viver esse momento com os outros vovôs. As pessoas participam porque gostam mesmo”, afirmou, lembrando a importância das dinâmicas promovidas regularmente pelo programa. “A gente sai renovada.”

 

Ex-secretária bilíngue da Nestlé e na Ultrafértil, ela está feliz com a propaganda extra que ganhou ao vencer o concurso. Solteira há cerca de cinco anos, ela está interessada em arranjar um namorado. “Quem sabe a capa da revista não me ajuda, né?”, disse, rindo de suas pretensões. Para quem se interessar, a Basílica  do Embaré conta com monitoria às segundas, quintas e sextas, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e aos sábados, das 8h às 12h, e domingos, das 13h às 17h. O programa, implementado em 2004 pela Prefeitura, é desenvolvido em parceria com a Secretaria de Assistência Social.