Conteúdo

Vítimas de deslizamentos em Santos podem sacar FGTS até dia 3 de junho

21 de maio de 2020
12h 02

Moradores de Santos afetados pelos deslizamentos ocorridos no dia 2 de março e que tiveram seus endereços vistoriados e catalogados pela Defesa Civil, Cohab e Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), podem realizar o saque do FGTS junto à Caixa Econômica Federal até o dia 3 de junho, caso possuam saldo na conta vinculada. A possibilidade de resgate do benefício é prevista por lei federal para atender as vítimas de desastres naturais.

Cerca de 400 pessoas, residentes em morros e outras regiões atingidas pelos deslizamentos, podem ter direito ao saque, que é feito por meio de agendamento pela Coordenadoria de Assistência Judiciária Gratuita e Orientação Jurídica ao Cidadão (Cadoj), junto à Caixa.

“As pessoas que têm direito são munícipes que moravam nos endereços identificados como atingidos pelos deslizamentos, que já recebem o aluguel social e que possuam saldo depositado na conta vinculada ao FGTS”, explicou Rodrigo de Azevedo, coordenador da Cadoj


COMO FAZER

O saque é feito até o limite de R$ 6.220,00. Para ter direito, o morador pode solicitar agendamento para o Cadoj, pelo e-mail cadoj@santos.sp.gov.br. O órgão entra em contato com a Caixa e marca a retirada na agência da Avenida São Francisco, 164, Centro, mediante a apresentação de comprovante de residência em seu nome, que confirme a moradia nas áreas afetadas e catalogadas, carteira de identidade de trabalho.
Outra alternativa é o morador realizar o pedido de saque por meio do aplicativo FGTS, onde pode digitalizar os documentos solicitados. Segundo Azevedo, 17 agendamentos foram programados para esta semana.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 3213-1499.