Conteúdo
Notícias

Virada Inclusiva em Santos começa sexta com atividades esportivas e culturais

Publicado: 29 de novembro de 2021 - 15h26

A 8ª edição da Virada Inclusiva tem início nesta sexta-feira (3), em Santos, data em que se comemora o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Entre as atrações deste ano estão atividades esportivas, com a inauguração de mais um ponto do programa Praia Acessível, apresentações artísticas, cursos e o lançamento do Colar Girassol, para deficiências não-visíveis.

A abertura acontece a partir das 9h30, na Praça Mauá (Centro), com apresentação da Banda do Lar das Moças Cegas e, às 10h30, do Projeto Capoeira Escola. O projeto Santos às Cegas também estará presente, das 9h30 às 12h, com bicicletas adaptadas e miniaturas de monumentos da Cidade em 3D. 

Esportes adaptados para pessoas com e sem deficiência como rugby, hóquei e corrida em cadeira de rodas serão desenvolvidos das 10h15 às 13h, com a equipe Fast Wheels. Já a Turma do Longuinho se apresenta das 11h10 às 12h, com a contação de histórias com bonecos inclusivos pela atriz Carol Porto.

Ainda nesta sexta, a recepção do Paço Municipal (Centro) se tornará palco da exposição "Ressignificando emoções através de minha arte", do artista Victor Gabriel dos Santos Soares Imbernon Cortez, de 19 anos, que é autista. No dia 8, a mostra segue para o Shopping Parque Balneário, no Gonzaga. 

Cortez usará o Colar Girassol durante o evento para divulgar o lançamento, também na sexta-feira (3), do decreto que institui a utilização do acessório. Na mesma data, começa a campanha de conscientização e sensibilização em relação ao uso do colar por jovens e adultos com deficiências ocultas, com a distribuição de cartazes em unidades de saúde, rodoviária, shoppings, estabelecimentos comerciais, escolas, entre outros.

Inauguração do novo ponto do Programa Praia Acessível

Já no sábado (4), das 9h às 12h, o programa Empresto Minhas Pernas desenvolverá uma série de atividades esportivas adaptadas na altura do canal 6 (em frente à Avenida Coronel Joaquim Montenegro) como meditação, canoagem, natação, surfe, entre outros. O evento marcará a inauguração de um novo ponto do programa Praia Acessível, que será voltado à experimentação destas atividades e passa a operar todos os sábados, no mesmo horário. O ponto do canal 3 (em frente à Avenida Washington Luís) continua operando para banho de mar com cadeiras anfíbias aos sábados e domingos, das 9h às 15h.

Curso de defesa pessoal

Ainda no sábado, será realizado um curso de defesa pessoal para mulheres com deficiência física e visual, a partir das 13h, na Arena Santos (Avenida Rangel Pestana, 184 - Vila Matias), em parceria com as coordenadorias da Mulher (Commulher) e Diversidade Sexual (Codiver). Para se inscrever, basta enviar nome completo e tipo de deficiência para codep@santos.sp.gov.br, lembrando que esta turma tem como público-alvo mulheres com deficiência física e/ou visual. 

Banho de mar e passeio de bicicleta

No domingo (5), as atividades serão no Praia Acessível (canal 3), das 9h às 15h, com o Projeto Santos às Cegas. Será realizado banho de mar com cadeiras anfíbias, passeio de bicicleta adaptada e com triciclos duplos, que utilizarão réplicas de monumentos da Cidade impressas em 3D para que pessoas com deficiência visual possam conhecê-los.

Palestra sobre Termos de Fomento para entidades 

O secretário de Gestão (Seges), Rogério Custódio, ministrará uma palestra sobre os trâmites administrativos para utilização do Termo de Fomento na parceria entre poder público e Organizações da Sociedade Civil (OSC), no dia 8 (quarta-feira), das 9h às 12h, no auditório do 5º andar do Paço Municipal. O público-alvo será entidades subvencionadas e setores públicos gerenciadores dos termos de fomento. Para participar basta enviar o nome da entidade e do representante que assistirá à palestra para codep@santos.sp.gov.br.

Encerramento com apresentações artísticas

Para encerrar a programação, o Coral do Lar das Moças Cegas se apresenta no Shopping Parque Balneário no dia 9 (quinta), a partir das 15h. Na ocasião, também haverá contação de histórias com bonecos inclusivos da Turma do Longinho.

COLAR GIRASSOL

O Colar Girassol acompanhará a carteira de identificação da pessoa com deficiência, quando esta não for visível, como é o caso da deficiência auditiva, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), demência, fobias, entre outras. O objetivo do acessório é auxiliar na identificação de pessoas com deficiências ocultas em estabelecimentos, facilitando o atendimento prioritário deste público, até mesmo em situações de estresse, onde são mais propensos a ter crises.