Conteúdo
Notícias

Vila Criativa Sênior retoma atividades em Santos

Publicado:
29 de setembro de 2021
16h 29
close de mulher dançando flamenco, com roupa típica, o que inclui xale nos ombros, saia rodada e flor na cabeça, além de um leque aberto nas mãos. Atrás há outras mulheres também dançando. #paratodosverem

Com uma flor vermelha na cabeça, lenço branco sobre os ombros e embalada sob a música flamenca, a moradora do bairro Aparecida, Ednalda Correia Bithsemboski, 64 anos, esquece a tristeza e o medo. O movimento firme de seus pés sobre o chão e a força e a delicadeza das mãos que seguram o leque revelam a falta que ela sentia da dança. Afinal, por um ano e meio a pandemia a fez guardar no armário sua saia rodada vermelha com bolas brancas.

A munícipe está entre os alunos que retomaram as atividades na Vila Criativa Sênior, na Aparecida. Atualmente são 400 participantes das aulas realizadas em parceria com o Instituto Projeto Kaffé Sport no equipamento, ligado à Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo (Seectur).

“Com a pandemia entrei em depressão, mexeu muito com meu emocional. Eu lavava louça e chorava. Retomar as aulas de flamenco e alongamento me devolveu a alegria e a vontade de viver. Movimentar o corpo me tira a angústia e, deixando a música entrar, a gente viaja, esquece e, aos poucos, ela vai embora. Meu corpo está reagindo por meio da dança. Nós, idosos, estamos precisando disso”, conta Ednalda, que há dois anos faz atividades no local. “A dança flamenca representa, para mim, ser mulher. Ela aumenta nossa autoestima", completa.

Além do flamenco, também voltaram as aulas de dança de salão, dança sênior, ritmos, alongamento e alongamento com cadeira, ioga, zumba, ginástica geriátrica, caminhada na praia e palestras para a terceira idade. “Estamos voltando aos poucos com as atividades aqui, respeitando os protocolos de segurança sanitária. E retomamos com toda alegria e energia desse espaço. Muitos alunos se sentem renovados quando vêm para cá, melhorando seu dia a dia. Mantemos o espaço limpo constantemente para oferecer o melhor a essas pessoas”, afirma o coordenador das Vilas Criativas, José Luis Trevisan. 

BEM PARA A ALMA

Quem também voltou às aulas de dança flamenca foi a moradora do Marapé, Dilana Olímpia César de Aragão, 73. “Isso é uma injeção de ânimo, uma energia boa para os idosos. A gente sua, ri, brinca. O flamenco nos empodera e nos traz alegria. Tenho problema no joelho, mas isso não me abala. A dança faz bem para a alma. Saio daqui feliz”, diz ela, que há sete anos pratica a modalidade.

Outra aluna, Denise Pereira de Carvalho, 64, da Ponta da Praia, ratificou: “Ter voltado às atividades foi imprescindível. Aqui, a gente esquece de tudo. Esse espaço é abençoado. Enquanto a gente dança, não tem problemas”. 

LISTA DE ESPERA

Interessados nas atividades devem comparecer à Rua Comendador Alfaia Rodrigues, 260, Aparecida, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h, com RG, comprovante de residência, atestado médico e duas fotos 3x4. Inscritos aguardarão em lista de espera para o próximo ano. 

PALESTRAS

No próximo dia 16, às 9h, a Vila Criativa Sênior realiza duas palestras gratuitas voltadas a idosos, abertas ao público. Uma delas terá como tema o câncer de mama e será ministrada pela enfermeira e empresária Vânia Nascimento Goes. Já a analista comportamental, coach e assistente social Sonia Goes Costa Antiques dará dicas para melhorar a autoestima.

 

Fotos: Francisco Arrais

 

Galeria de Imagens

mulheres usando roupas típicas do flamenco, com saias rodadas, dançam em salão. Todas estão com os braços abertos. #paratodosverem
mulheres dançam flamenco se movimentando no salão. #paratodosverem
mulher abre lenço ao longo do corpo e se movimenta. #paratodosverem
foto com efeito de movimento. Mulher com xale está se movimentando. #paratodosverem
mulheres dançam e movimentos lenços. #paratodosverem
mulheres dançam no salão. #paratodosverem