Conteúdo

União deve assumir todos os débitos da codesp

17 de janeiro de 2002
0h 00

Uma sociedade com fins específicos, para administrar e ser autoridade portuária. Desta forma, o Grupo de Regionalização do Porto de Santos, que se reuniu na sala 'Gelp' do Edifício Núcleo dos Transportes, durante todo o dia de ontem (17), em Brasília, definiu a nova empresa que virá a gerenciar o Porto de Santos. Com a presença de todos os 15 membros que compõem o grupo técnico, ficou definido que a União deverá assumir todos os débitos da Codesp (atual administradora do Porto), tanto comerciais, quanto trabalhistas e previdenciários. Desta forma, a nova empresa, cujo capital será integralmente público, sem nenhuma participação de capital privado, iniciará suas atividades não onerada. Também ficou acordado um prazo de 60 dias para que os municípios (Santos, Guarujá e Cubatão) criem, discutam e aprovem suas respectivas leis autorizativas para a criação da nova empresa. A reunião também serviu para descartar, totalmente, a possibilidade de que a Empresa de Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), comandada pela Secretaria dos Transportes do Estado de São Paulo, assumisse as atividades do Porto de Santos. Nos próximos dias, os membros do grupo estarão elaborando sugestões ou questões que deverão ser examinadas na próxima reunião, que acontecerá no dia 30 deste mês.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.