Conteúdo
Notícias

Turistas podem tirar foto com réplica do bonde

Publicado: 25 de maio de 2004
0h 00

Um dos pontos turísticos da Cidade está mais charmoso. Uma réplica perfeita, em tamanho natural, da parte frontal do Bonde Turístico da linha 15, é a mais nova integrante do futuro Museu do Bonde, na Estação do Valongo. Confeccionada por uma equipe da CET-Santos, a peça deverá atrair mais visitantes, na opinião dos coordenadores Helena Neves e Marco Simões, pois o público poderá tirar fotos com a réplica e guardar uma lembrança da Cidade. Logo que a peça chegou, o irmão Newton Cappa deu uma benção e mostrou o seu encantamento. A minha infância foi toda no bonde. Era uma época romântica e familiar, algo que precisamos resgatar. Além de representantes da Secretaria de Turismo, Alexandre M. dos Santos, Alexandre Pauzer, João Brunetto, Vander Raits, Antonio Rocha e Jair da Silveira, os ‘artistas’ que fizeram a peça, marcaram presença com orgulho estampado no rosto. O grupo de carpinteiros também foi responsável pela recuperação de dois bondes e um reboque que trafegam pelo Centro e do bonde turístico, do Gonzaga. A nova atração é feita de madeira ipê, tratada com camadas de verniz e com lâmina de alumínio. Outro detalhe interessante é com relação à iluminação. O farol e os letreiros vão estar sempre iluminados, chamando ainda mais a atenção de quem passa na frente da exposição. CURIOSIDADE E HISTÓRIA O futuro Museu do Bonde abriga hoje mais de 60 peças, algumas muito peculiares. A ampola retificadora de mercúrio, toda de vidro, do século XIX, era utilizada nas subestações de trólebus e bondes. Era peça fundamental para o funcionamento, pois transformava a energia alternada em contínua para a rede aérea do bonde. Outra peça interessante revela mais curiosidades. Trata-se de uma balança para pesar passes. Os condutores quando chegavam na garagem não contavam passes. Em dias de chuva, os passes ficavam molhados e não eram pesados, pois geraria erros, conta Marco Simões. Em breve, o local receberá novas peças que estão sendo recuperadas pela CET-Santos e documentos de antigos funcionários dos bondinhos. A Setur aceita doações particulares para aumentar o acervo. Inaugurado em março, o futuro Museu do Bonde recebeu até o dia 15 de maio mais de 5 mil visitantes, a maioria de jovens estudantes e turistas do interior do estado de São Paulo. O público pode conferir a exposição gratuitamente, de terça a domingo, das 11 às 17 horas, no Largo Marquês de Monte Alegre, s/nº, Centro Histórico. Grupos escolares devem agendar a visita pelo telefone 3219-9081.