Conteúdo

Tem início processo para sorteio dos apartamentos do estradão

18 de novembro de 2008
0h 00

Dando início ao processo de sorteio dos 500 apartamentos do Conjunto do ‘Estradão’, na Zona Noroeste, o Conselho Municipal de Habitação está convocando os 1.511 integrantes dos movimentos, associações e cooperativas, que compõem a listagem do seu comunicado 02/08, para conferência de documentação junto à CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). A convocação está publicada na edição desta quarta (19) do Diário Oficial, à página 30. O empreendimento foi viabilizado por meio da parceria entre governo do estado e prefeitura, por meio Cohab Santista, que também asseguraram a destinação das unidades às entidades de luta por moradia. A listagem com os nomes dos participantes dos movimentos candidatos às habitações foi anteriormente publicada no Diário Oficial de Santos, em 29 de julho deste ano. Os convocados deverão comparecer ao Mercado Municipal de Santos (Praça Iguatemi Martins s/n°, Vila Nova), no dia e horário determinado para cada grupo de moradores, munidos dos seguintes documentos: RG, CPF regularizado, comprovante de residência com CEP e comprovante de renda. De acordo com a presidência da Cohab Santista e do Conselho Municipal de Habitação, o sorteio para definição dos 500 mutuários deverá ser realizado em dezembro. A obra do conjunto está em fase de acabamento, restando por parte da prefeitura os serviços de drenagem, pavimentação, cabeamento elétrico e paisagismo nas vias do condomínio. HISTÓRICO O Estradão possui 25 blocos de apartamentos e é formado pelos núcleos Santos C (16 blocos e 320 apartamentos) e Santos "N" (nove prédios e 180 moradias). Cada residência tem 44,89 m² e conta com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Há nos núcleos ruas internas de circulação, vagas para estacionamento e espaços comunitários e de lazer. Para a construção do conjunto, a prefeitura desapropriou dois terrenos de 14.264 m² e 8.399 m² na área do ‘Estradão’ e, com a autorização da Câmara Municipal, os doou em dezembro de 2005 para a CDHU. Na ocasião, o projeto do Executivo já direcionava as novas unidades para atender aos movimentos de moradia, que lutavam pelo empreendimento no local desde o início da década de 1990. A definição dos movimentos contemplados e listagem dos pretensos mutuários foi realizada pelo Conselho Municipal de Habitação.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.