Conteúdo
Notícias

Teatro Municipal reestreia em noite de festa e homenagem

Publicado: 12 de novembro de 2015
20h 18

Foram 16 meses de espera, mas valeu a pena. O Teatro Municipal Braz Cubas, localizado no Centro de Cultura Patrícia Galvão, reabriu suas portas na noite desta quinta-feira (12) em grande estilo e com segurança.

Fechado desde julho de 2014, o equipamento da Secretaria de Cultura (Secult) reativou sua tradicional entrada, com escadaria e esplanada totalmente reformadas, além de nova iluminação em sua fachada. 

“A entrega desse teatro faz parte de um grupo de equipamentos culturais que estamos reformando como o Concha Acústica, o Museu da Imagem e do Som, o Coliseu, o Cine Arte e a Gibiteca. E não vamos parar por aí”, destacou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, pouco antes da apresentação do espetáculo "Santos de Frente para o Mundo", da Aplauso Cia. de Dança. 

A Secult reconheceu o trabalho de Juracy Acacio Das Dores, funcionário mais antigo e coordenador-técnico do teatro, com a entrega de um certificado em sua homenagem. Um dos arquitetos que projetaram o Centro de Cultura Patrícia Galvão, o paulistano Julio Roberto Katinsky, também foi presença ilustre na noite festiva.

Segurança

Todas as adequações exigidas pelo Corpo de Bombeiros foram realizadas e o teatro obteve o Auto de Vistoria da Corporação (AVC). O espaço conta com a instalação de novos corrimões e guarda-corpos nos acessos do prédio, revisão geral da sinalização, da iluminação de emergência e substituição das fitas antiderrapantes nas escadas internas. 

Também houve recarga e teste de 86 extintores de incêndio, recuperação de hidrantes e mangueiras (com a troca dos bicos de acionamento por peças mais modernas), revisão dos sensores de fumaça, do sistema de alarme contra incêndio e substituição das portas das saídas de emergência (com a instalação de novas barras antipânico). Além disso, estão à disposição equipamentos de primeiros socorros e brigada de incêndio.

Obras

Com novo sistema de refrigeração, tubulação em PVC e modernas torres de resfriamento, o teatro ainda recebeu a substituição da estrutura de sustentação do urdimento (conjunto de traves que, do teto do palco, sustentam os equipamentos cênicos), impermeabilização da cobertura do prédio, recuperação do piso da esplanada (entrada superior do teatro), revisão de para-raios e da rede elétrica, pintura geral e descupinização do madeiramento do palco, com aplicação de produto antichamas.

“Essa revitalização é a soma de esforços de muita gente da Prefeitura. Esse templo cultural de Santos e, porque não dizer, do Brasil, agora está do jeito que a população merece”, disse o secretário de Cultura, Fábio Nunes.

A revitalização ainda contemplou a revisão geral das varas cênicas e da iluminação (assim como da cabine de som e luz), instalação de nova iluminação na fachada, reforma das cortinas do palco e da plateia, manutenção geral dos 589 assentos destinados ao público e limpeza geral da sala de espetáculo.

No entorno e interior do Centro de Cultura, também foi feita a poda de árvores, serviço de jardinagem e reparos na grade do complexo cultural.

Convidados especiais

Pessoas envolvidas diretamente com a cena teatral elogiaram o trabalho realizado. “Voltar para Santos em uma noite tão marcante é para se orgulhar demais. Esse é um presente para a Cidade”, festejou o ator Marcos Frota, convidado especialmente para o evento. 

“O Teatro Municipal sempre foi minha casa. Praticamente nasci aqui, quando dançava balé ainda pequena. Ver a caixa preta do teatro apagada era muito dolorido. Agora está acesa e é só alegria”,  Cláudia Alonso, diretora e atriz. 

“Realmente só temos motivo para comemorar. As obras foram importantes demais”, complementou o diretor teatral Tanah Corrêa. 

Foto: Anderson Bianchi