Conteúdo

Sms lança campanha de combate à dengue com destaque para ralos

30 de janeiro de 2004
0h 00

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lançou nesta sexta-feira (30), a campanha de combate à dengue no verão, que dará destaque ao controle de focos de mosquitos nos ralos, especialmente das áreas comuns, nos edifícios. Sessenta por cento das larvas encontradas são em ralos. Mas há ainda outro fato preocupante. Nos últimos três meses, foi constatado um crescimento larvário, nas amostras recolhidas pelos agentes das dengues nos edifícios. Em novembro, havia 44% de positividade para as larvas do Aedes aegypti, em dezembro o índice subiu para cresceu para 51% e em janeiro essa positividade já alcançou 65% . No momento, o Município atravessa um período tranqüilo, sem transmissão da doença, mas, de acordo com a SMS, é preciso lembrar que o combate à dengue deve acontecer por um período de pelo menos 10 anos. O material de campanha vai envolver faixas, banners, bus-door, anúncios e outros meios de divulgação, chamando a atenção para o fato da dengue representar um perigo ¨escondido¨. Na verdade, é um jogo de palavras que focaliza o ¨esconderijo¨ dos mosquitos em ralos e a falsa tranqüilidade pela ausência de casos desde agosto. A doença ¨escondida¨ pode voltar a qualquer momento, lembra a SMS, ressaltando que a transmissão acontece em outras áreas do País, e a chegada de visitantes pode trazer de volta o vírus ao nosso meio. O aumento da temperatura, a vinda de muitos turistas à Cidade, e o período de chuvas são os fatores favoráveis ao reinício da transmissão, uma vez que a Cidade possui o vetor. Daí a importância para os cuidados na eliminação de larvas do Aedes aegypti, jogando sal grosso, três vezes por semana, nos ralos, e não permitindo água parada e limpa em outros recipientes. Entre as ações concretas que continuam a ser feitas pelo Programa de Controle e Prevenção à Dengue, estão as visitas casa a casa e pontos estratégicos, a cargo de 166 agentes e 19 supervisores, em ciclos que variam entre duas semanas a dois meses. Nesse verão, está havendo intensificação das visitas no patamar térreo dos edifícios e 1º andar, conforme consenso das normas recomendadas pela Sucen e Ministério da Saúde. Além disso, novas visitas são realizadas aos sábados, nos domicílios fechados (as pendências chegam a somar 40%). O trabalho de divulgação na orla, com estandes no canal 3, no supermercado Carrefour e no Projeto Verão com Segurança, no Embaré, incluem a distribuição de material educativo e brindes. No ano passado, os locais com maior incidência de casos foi o José Menino, Embaré, Aparecida e outras áreas nobres. Dentro do processo preventivo e educativo, a equipe de Informação, Educação e Comunicação (IEC), do programa da dengue, realizou, no ano passado, cerca de 300 atividades, entre campanhas, treinamentos, palestras, gincanas, participação em feiras e exposições, visitas a empresas e escolas, pedágios e mutirões. A campanha de verão tem apoio da Aventis-Pharma, da Janssem-Cilag, da Breda Turismo e Supermercado Carrefour.