Conteúdo

Sinfônica de Santos faz último ensaio para o show do Réveillon 2020

30 de dezembro de 2019
19h 34

A última apresentação da temporada 2019 da Orquestra Sinfônica Municipal de Santos vai marcar o início das comemorações dos 25 anos do corpo estável da Secretaria de Cultura (Secult). Nesta terça-feira (31) caberá mais uma vez aos músicos da Cidade fazer o grande show da virada de ano, a partir das 21h30, no palco montado na Praia do Gonzaga.

Se no ano passado o espetáculo teve como tema os clássicos do rock, agora a sinfônica santista será acompanhada da Beatles Abbey Road, uma banda tributo que há anos toca sucessos de um dos mais icônicos grupos musicais da história. “Nossa banda já se apresentou com orquestras em outras ocasiões, mas com esta proporção, em show de réveillon, para mais de 100 mil pessoas, é completamente diferente”, comentou Thiago Iglesias, que faz as vezes de George Harrison na banda, completada por Orah Neves (John Lenon), Leandro Casarini (Ringo Starr) e César Kiles (Paul McCartney).

Cerca de 60 músicos estarão no grande palco, sob a regência do maestro Luis Gustavo Petri, um beatlemaníaco declarado, que não escondeu sua animação com mais uma apresentação no réveillon. “Acho que estamos estabelecendo uma nova tradição. "Ano passado foi uma experiência incrível e tenho certeza que neste ano o público vai se emocionar mais uma vez”.

BLITZ

Logo após o show pirotécnico, por volta da 0h30, sobe ao palco da Praia do Gonzaga a banda Blitz. Com mais de 35 anos de estrada, o grupo liderado por Evandro Mesquita foi indicado para Grammy Latino em 2017, pelo álbum Aventuras II, na categoria Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa.

No show da primeira madrugada do ano não vão faltar sucessos, como Dois Passos do Paraíso, Você não soube me amar, entre outros.

Foto: Rogério Bomfim