Conteúdo
Notícias

Setor pioneiro na Baixada Santista completa 30 anos e realiza 180 atendimentos por mês

Publicado: 26 de novembro de 2021
16h 39

Pioneiro na Baixada Santista, o setor especializado de buco-maxilo da Secretaria de Saúde de Santos está completando 30 anos com média de 180 atendimentos mensais, entre consultas, cirurgias, tratamentos, exames e procedimentos diversos (como punção, limpeza, drenagem, curativo, sutura, limpeza e outros).

O serviço funciona no Complexo Hospitalar da Zona Noroeste (Rua Ministro Agamenon Magalhaes s/n°, Castelo). Atualmente, o serviço conta com cinco cirurgiões buco-maxilares e cinco auxiliares de Saúde Bucal.

Além da demanda direta de pacientes que procuram o complexo hospitalar, também recebe casos encaminhados pelas unidades de pronto atendimento (UPAs) e policlínicas. Os pacientes são inicialmente avaliados por cirurgiões dentistas e depois encaminhados para medicação ou avaliação cirúrgica.

Nesta sexta-feira (26), em um ato que celebrou os 30 anos do serviço, o cirurgião Luiz Augusto Vanti, que atua há 28 anos no setor, lembrou que a demanda buco-maxilo era atendida pela área de Cirurgia Plástica, antes da implantação do serviço especializado. "Antes da obrigatoriedade do uso do cinto de segurança nos veículos, atendíamos muitos casos de acidente de trânsito".

O setor atende tanto os casos de traumatismo (fraturas por acidentes ou resultantes de disparos de arma de fogo ou uso de armas brancas), como também os casos de patologia (tumores na face). "Os casos de traumatologia representam hoje cerca de 70% da demanda".

UTI DESDE SETEMBRO

Coordenador do Complexo Hospitalar da Zona Noroeste, Cláudio Alexandre dos Santos destacou que o serviço "é de grande importância para o Município. Desde setembro, conta com a retaguarda do setor de UTI, quando houver necessidade

Galeria de Imagens

pessoas na festa de aniversário do setor #paratodosverem