Conteúdo
Notícias

Sessão ao ar livre celebra os 30 anos do Cine Arte Posto 4 e programação normal retorna domingo

Publicado: 6 de novembro de 2021 - 9h42
PORTAIS

Em uma noite marcada pelos talentos santistas e por uma justa homenagem ao homem que acompanhou de perto a história da sala de cinema mais charmosa da Cidade, o Cine Arte Posto 4 comemorou os 30 anos de inauguração, na noite desta sexta-feira (5).

A sessão de reabertura do cinema, após quase 20 meses fechado por conta da pandemia, foi realizada ao ar livre, na parte de cima do equipamento cultural, o que possibilitou que mais pessoas pudessem curtir, gratuitamente, os documentários ‘Lumière a Beira Mar: Uma História do Cine Arte Posto 4’ e ‘Chorão: Marginal Alado’. “A gente queria colocar todo o nosso amor pelo Cine Arte dentro de um filme. Esta sala de cinema fez parte da nossa formação, e serviu também para mostrar a força cinematográfica de Santos”, comentou o produtor Gustavo SD Brandão, que assina o documentário sobre o 'postinho' ao lado Javier Arancibia Contreras e Denise Lara.

Além de contar as histórias das três décadas do Cine Arte, o curta-metragem tem como ‘ator principal’, Clóvis Ferreira da Silva, o primeiro e único operador da sala de cinema, um verdadeiro patrimônio vivo do cinema santista. “É uma emoção muito grande por fazer parte deste filme”, comentou timidamente seo Clóvis.

Sessão gratuita

Neste sábado (6), também às 19h30, o Cine Arte vai promover mais uma sessão gratuita no piso superior do local, com a exibição de ‘Lumière a Beira Mar: Uma História do Cine Arte Posto 4’ e ‘Asas do Desejo’, drama dirigido por Wim Wenders, que foi exibido na inauguração do Cine Arte, em 1991. Com capacidade limitada ao número de assentos, a retirada de ingressos ocorrerá meia-hora antes do início de cada exibição. Em caso de chuva, as exibições serão transferidas para a sala de projeção.

Volta das projeções regulares no domingo

A partir de domingo (7) até o dia 17 de novembro, às 16h e 20h, as projeções retornam normalmente à sala Rubens Ewald Filho, com exibição do filme ‘Meu Pai’, filme que rendeu a Anthony Hopkins o prêmio de melhor ator na 93ª edição do Oscar e que conta a história de um idoso que se recusa a receber ajuda de sua filha. De mudança, ela precisa garantir os cuidados dele enquanto estiver fora e busca encontrar alguém para cuidar do pai. Ao tentar compreender a situação, o homem começa a duvidar de seus entes queridos, de sua própria mente e até mesmo da estrutura da realidade.

Antes de cada sessão será exibido o documentário ‘Lumière a Beira Mar’. Os ingressos custam R$ 1,50 (meia) e R$ 3,00 (inteira). A abertura da bilheteria ocorre meia hora antes do início das sessões. Os protocolos do Plano São Paulo serão adotados, do passaporte da carteira de vacinação (em papel ou online) e o uso obrigatório de máscara durante toda sessão.

Foto: Carlos Nogueira