Conteúdo

Saúde recupera seus equipamentos com pequena equipe de manutenção

19 de julho de 2001
0h 00

Com um número pequeno de funcionários, cerca de 15, a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu reestruturar a partir do início deste ano, a Coordenadoria de Manutenção e Recursos. Ajudantes gerais que possuem habilidade na área de hidráulica, elétrica, e ainda como pedreiro, carpinteiro, e pintor, receberam treinamento e hoje estão, a pleno vapor, reformando e realizando pequenos reparos nos 80 equipamentos mantidos pela Saúde. A manutenção de tantos equipamentos é um desafio. Mas esse pequeno grupo está deixando de cara nova várias unidades, além de realizar pequenos reparos sem depender da Secretaria de Obras. A próxima reforma vai beneficiar a policlínica do Marapé. Ao todo são 26 policlínicas, sem contar Naps, e unidades voltadas aos programas da criança, mulher, portadores de Aids, serviços de vigilância, hospitais, prontos-socorros, ambulatórios etc. Recentemente a Casa da Gestante passou por várias melhorias, assim como ganharam um novo visual as unidades do Campo Grande e do Jardim São Manoel, sem contar a ampla reforma do prédio da Av. Conselheiro Nébias, 217, onde foi inaugurada a Central de Medicamentos. Ali foram instalados 200 metros de prateleiras, ventiladores eólicos, nova rede elétrica, piso, houve troca de forro e pintura geral. O trabalho é constante e a turma, formada por três pintores, três ajudantes gerais, dois eletricistas, um carpinteiro, um pedreiro, dois motoristas e um tapeceiro. Troca de torneiras e chuveiros, reparos em piso, conserto de telhas e forros, renovação de fiação e reparos na área hidráulica são as tarefas mais freqüentes dessa equipe que, atualmente, está concluindo a reforma da Policlínica do Gonzaga. Uma das melhorias instaladas foi a cobertura em madeira da área externa.