Conteúdo

Santos vence primeira etapa da Superliga de Biribol

22 de agosto de 2019
16h 20

A equipe santista de biribol (Santos/ Cepe 2004/Fupes/Lupar) conquistou a primeira etapa da Superliga de Biribol 2019, realizada no último fim de semana (dias 17 e 18) em Goiânia (GO), vencendo Votuporanga por 2 sets a 1. O duelo emocionante foi marcado pela virada na última disputa, terminada em 21x17. O terceiro lugar ficou para Araçatuba, que ganhou de Cascavel por 2 sets a 0.

O torneio ainda conta com duas etapas, sendo a próxima em Cascavel (PR), nos dias 23 e 24 de novembro, e a última agendada para a Arena Verão, em Caraguatatuba, nos dias 1º e 2 de fevereiro do próximo ano. O grupo vitorioso, comandado pelo técnico Alexandre Orlandi Mantovani, foi formado por Thiago Toledo, Marcello Zaitter, Luiz Paulo Abraço, Ricardo Rissa, Gabriel Curcci e Pablo Rocha, que ganhou troféu de melhor atleta. Também fazem parte do time Daniel Schonfeld, Fábio Astolf e Gilberto Ariano.

“Somos líderes nos três torneios que estamos disputando”, comemora o técnico Mantovani, também vice-presidente da Liga Nacional de Biribol, se referindo ao Campeonato Paulista, cuja última etapa ocorrerá dia 21 de setembro, em Taquaritinga, e à Liga Nacional de Biribol, a ser realizada dias 19 e 20 de outubro, em Araçatuba. A Superliga é realizada pela Confederação Nacional de Biribol. Participaram equipes de Goiás, São Paulo, Tocantins, Paraná e Rio de Janeiro.

História do biribol

Variação aquática do voleibol, a modalidade ganhou esse nome pois foi criada na cidade de Birigui, interior de São Paulo, em 1968. O inventor foi o professor Dario Miguel Pedro que, em princípio, batizou o jogo de frescobol, mas com a necessidade de estabelecer regras, patenteou-o como biribol em 1978. A prática é feita, geralmente, em piscinas de 4x8x1,30 de dimensão com o uso de rede, poste e bola.

É um esporte educativo e recreativo, praticado por quatro jogadores em cada lado. Muito semelhante ao vôlei, tem características próprias: a partida é dividida em 3 ou 5 sets de 12 pontos cada um e não é necessário saber nadar, pois os jogadores ficam em pé dentro da piscina. Em 1999, foi criada a Liga Nacional de Biribol, a fim de expandir o esporte pelo Brasil e promover jogos abertos e campeonatos. Em 2018, também foi criada a Confederação Nacional, conveniada ao Ministério do Esporte.

Galeria de Imagens

jogadores comemoram levantando os braços na diagonal #pracegover