Conteúdo

Santos vacina mais de 22 mil pessoas no Dia D contra a febre amarela

17 de fevereiro de 2018
19h 15

O segundo Dia D da campanha preventiva de vacinação contra a febre amarela levou neste sábado (17) 22.254 pessoas às 22 policlínicas nas cinco regiões e ao posto volante da Praça das Bandeiras (Gonzaga). O atendimento realizado das 8h às 17h contou com o trabalho de mais de 400 profissionais de saúde.

Desde o início da campanha, em 25 de janeiro, Santos vacinou 84.179 pessoas, o que representa 26,3% da meta de cobertura de 320 mil pessoas. A vacinação prosseguirá de segunda a sexta, das 9h às 16h, nas mesmas 22 unidades (ver abaixo). Também serão realizadas ações em postos volantes, que serão divulgadas nesta segunda-feira (19) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

“Todos precisam vacinar, não sabemos até onde pode chegar a epidemia da doença, por isso, temos que nos cuidar, como pede o governo. Eu e minha mulher já nos vacinamos e hoje trouxemos as crianças”, destacou o munícipe Fábio Lemos, 44 anos, que foi na manhã deste sábado (17) na Policlínica da Aparecida com a esposa e seus dois filhos.

A pequena Isabelle Alves tem apenas 10 anos, mas incentivou a sua mãe, Cléa Alves, 49, a ir até o posto de saúde. “Eu acho que temos que nos cuidar e a minha mãe estava com medo de tomar a vacina”. Cléa conta que foi vencida pelo ‘cansaço’ da filha: “Passei por cima do medo para vir até aqui, porque é muito importante”.

De acordo com a chefe da Policlínica da Aparecida, a enfermeira Eliane Bittencourt, todos que já receberam a dose plena da vacina não precisam se imunizar novamente. “A contraindicação da vacina é para as crianças menores de nove meses, gestantes, pessoas com baixa imunidade e que fazem uso de corticóide em alta dosagem, devendo ser avaliado a quantidade e os dias de uso do medicamento. Qualquer dúvida, o paciente deve passar por avaliação médica”.

A profissional também explicou que os maiores de 60 anos precisam passar por avaliação de um médico, para que o profissional autorize a vacinação por escrito, certificando que não há comprometimento no quadro imunológico do paciente.

O que levar - Para se vacinar é necessário apresentar documento de identidade com foto (RG ou CNH, por exemplo) ou certidão de nascimento (no caso de crianças), sendo recomendado levar o Cartão SUS e a caderneta de vacinação. Os idosos também devem mostrar a autorização médica.

Fotos: Susan Hortas.

 

Confira as policlínicas – atendimento de segunda a sexta, das 9h às 16h

Orla

• Aparecida - Av. Pedro Lessa, 1.728

• Campo Grande - Rua Carvalho de Mendonça, 607

• Embaré - Praça Coronel Fernando Prestes s/nº

• Gonzaga - Rua Assis Correia, 17

• José Menino / Pompeia - Avenida Floriano Peixoto, 201

• Ponta da Praia - Praça 1º de Maio s/nº

Centro/Área Continental

• Conselheiro Nébias - Av. Conselheiro Nébias, 514 – Encruzilhada

• Vila Mathias- Rua Xavier Pinheiro, 284 - Encruzilhada

• Vila Nova - Praça Iguatemi Martins s/nº

• Caruara - Rua Andrade Soares s/nº

• Martins Fontes – Rua Luiza Macuco, 40 – Vila Mathias

Zona Noroeste

• Alemoa e Chico de Paula- Praça Guilherme Délius s/nº - Alemoa

• Bom Retiro- Rua João Fracarolli s/nº

• Rádio Clube - Avenida Hugo Maia s/nº

• São Manoel - Praça Nicolau Geraigire s/nº - São Manoel

• São Jorge e Caneleira - Rua Francisco Ferreira Canto, 351 - São Jorge

• Castelo- Rua Francisco de Barros Melo, 184 

Morros

• Marapé - Rua São Judas Tadeu, 115

• Nova Cintra - Rua José Ozéas Barbosa s/nº

• São Bento - Rua das Pedras s/nº

• Valongo - Rua Prof. Maria Neusa Cunha s/nº - Saboó

• Morro do José Menino - Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77 A

Galeria de Imagens

Fila em frente à unidade da Aparecida #pracegover
Enfermeira aplica vacina no braço de mulher. #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.