Conteúdo

Santos terá Grupo de Empreendedorismo Juvenil para apoiar abertura de negócios

13 de agosto de 2019
15h 20

A falta de qualificação é considerada um dos obstáculos para o empreendedorismo juvenil. Sem preparo ao longo da idade escolar, o jovem pode ter dificuldades em identificar habilidades e de se planejar para abrir o próprio negócio. Com o objetivo de ajudar a orientar esse público a encarar novos desafios no mundo empresarial, Santos vai criar um grupo de jovens empreendedores.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (13) pelo coordenador municipal da Infância e Juventude, Filipe Augusto Rezende, durante a palestra Empreendedorismo Juvenil (e-commerce), atividade da Semana Municipal da Juventude, que até sábado (18) realizará mais de 80 atividades reunindo cerca de 4 mil jovens da Cidade.

O grupo terá a participação das empresárias Ana Laura Lobo Gonçalves, de 24 anos, proprietária da iClothes, e Vitória Paola Medeiros, de 23 anos, sócia-proprietária da Ancorados Acessórios, palestrantes que relataram suas experiências para conquistar espaço no comércio digital para 65 alunos de grêmios municipais estudantis. Rezende explicou que o grupo pretende focar na realização de atividades e debates. ‘’Nossa ideia é que jovens capacitem jovens, sejam eles de escola pública ou não, e mostrem o caminho das pedras para empreender. Como administrar as finanças, planejar ações, vendas, controle de estoque. Muitos deles têm vontade, mas não têm habilidade. E muitos têm habilidade, mas não sabem qual caminho seguir’’.

Dados da pesquisa ‘Perfil do Jovem Empreendedor Brasileiro’, publicada em 2016 pela Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), apontaram a falta de qualificação como um dos principais motivos para que o jovem não possa ou tenha insucesso em empreender. Com mais de 5 mil entrevistas, o levantamento apontou que 86% não passaram por nenhum tipo de qualificação ou preparação ao longo da idade escolar.

EXPERIÊNCIA

Perseverar e fazer algo diferente. Santistas e ex-alunas de escola pública, Ana Laura e Vitória são exemplos de que persistir, mesmo com altos e baixos, e se destacar em algo inovador são a chave para o sucesso.

Ana Laura tinha apenas 15 anos quando percebeu que poderia fazer algo diferente e por conta própria. Hoje, seu negócio é considerado referência na venda de roupas estampadas personalizadas. ‘’No começo, me senti perdida. Eu era a criança no meio de pessoas mais velhas e experientes. Trabalhei de voluntária numa empresa particular para aprender a estampar. Fiz faculdade de Moda, porque não é só fazer roupa, você tem que pensar no consumidor. E fiz faculdade de Publicidade e Propaganda porque precisava aprender a vender. Em 2014, criei o e-commerce’’.

Vitória começou com seu negócio próprio aos 17 anos e não tinha referências dentro de casa. ‘’Eu queria fazer algo diferente. Resolvi viver das minhas miçangas. Fui conversando com professores, comprando as peças, tinha uma caixinha pequena e ia trabalhando. Depois veio a faculdade, que me deu visão de negócios para divulgar meu trabalho’’.

Impressionado com a exposição das palestrantes, Giovanni Bernardo Chagas Silva, de 15 anos, aluno do 9º ano da UME 28 de Fevereiro, é presidente do grêmio estudantil e já começa a pensar em ter um negócio próprio no futuro. ‘’Os jovens podem conseguir um futuro melhor. Basta querer. Esses exemplos são inspiradores’’. Espaço para orientações e serviços relacionados à abertura de empresas na Cidade, a Sala do Empreendedor dá o passo a passo para quem quer abrir o próprio negócio. Fica na Rua General Câmara, 30, Centro. O telefone é o (13) 3201-5283 e o horário de atendimento é das 8h30 às 17h00. Também é possível fazer contato pelo e-mail empreendedorsantista@santos.sp.gov.br.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.