Conteúdo

Santos tem previsão de chuvas fortes nos próximos dias

17 de novembro de 2020
13h 11

Santos terá chuva “persistente e volumosa” até quinta-feira (19), com acumulado entre 60 e 100 milímetros até sexta-feira (20), segundo o serviço de meteorologia da Defesa Civil Municipal. A previsão também indica que ainda nesta terça-feira (17) podem ocorrer tempestades acompanhadas de ventos fortes e descargas elétricas.

Para o chefe do órgão, Daniel Onias, a situação requer atenção especial dos munícipes que habitam as encostas dos morros. “O acumulado de chuva nas últimas horas está em 40 milímetros, o que ainda é baixo. Mas, nos próximos dias, o volume pode chegar a um limiar crítico, com sinais de escorregamento ou deslizamento de terra”.

Situações de risco, segundo ele, podem ser previstas pela observação de aspectos das habitações e do terreno. “Trincas ou rachaduras no piso ou na parede da casa, árvores e postes inclinados, estalos em rochas e muros embarrigados são indicativos de que o solo está começando a se movimentar. Ao observar esses indicativos, as pessoas devem deixar suas casas, procurar um lugar seguro, ligar para a Defesa Civil e pedir uma vistoria”. 
Onias também atenta para os cuidados a serem tomados durante temporais. “Há o perigo dos raios. Por isso, as pessoas devem se proteger em edifícios quando notarem a formação de nuvens escuras e trovoadas. É importante também se abrigar de ventos fortes que podem derrubar objetos e árvores”.

Em casos de emergência, a Defesa Civil Municipal pode ser acionada pelos telefones 199 ou 3298-1000.

OCORRÊNCIAS

Na madrugada desta terça-feira (17), foram registradas rajadas de vento que chegaram a 124km/h, o que ocasionou queda de árvores e destelhamento de casas no Morro Santa Maria. Técnicos da Defesa Civil atenderam os moradores, orientando sobre as medidas de segurança.

No mesmo morro também foram atendidas ocorrências de árvores que desabaram sobre moradias vazias. O bairro chegou a ficar sem energia elétrica, assim como o Morro da Caneleira. 
Em outros pontos da Cidade também houve queda de árvores que obstruíram vias e derrubaram parte da rede elétrica. Equipes da Prefeitura foram acionadas para o corte emergencial dessas árvores de grande porte.

Ponto de alagamentos ao meio-dia desta terça-feira, segundo a Companhia de engenharia de Tráfego (CET)

  • Rua Boris Kauffmann, próximo à Marginal, mas transitável