Conteúdo

Santos reduz mortes no trânsito e já atinge meta fixada pela ONU para 2020

23 de janeiro de 2020
15h 43

O número de mortos em acidentes em Santos reduziu 34% em 2019, em comparação a 2018 (de 41 para 27 casos). Os dados apurados pelo Infosiga, sistema estadual que mapeia as ocorrências de trânsito, mostram que a Cidade atingiu, de forma antecipada, a meta estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A organização proclamou o período de 2011 a 2020 como a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito", com o objetivo de reduzir em 50% as mortes em todo mundo. Nos últimos dez anos, com ações diversas visando a segurança viária, Santos conseguiu diminuir de 61 (2011) para 27 (2019) os óbitos – queda de 55%.

CINCO ANOS

O resultado do ano passado apurado pelo Infosiga demonstra que o Município também ficou abaixo da meta de 35 casos fatais, considerada aceitável pelo programa Respeito à Vida, do Governo do Estado. Somente nos últimos cinco anos (2015 a 2019), as mortes nas vias urbanas do Município tiveram queda de 48% (52 para 27).

Em todo o Estado, no mesmo período, a redução foi da ordem de 16% (de 6.466 para 5.433). Conforme balanço divulgado pelo governo estadual, 94% dos acidentes com mortes são causados por falha humana (imprudência, imperícia ou negligência).

AÇÕES DIVERSAS

Os números são o resultado de ações de educação, fiscalização e engenharia de tráfego, executadas pela Prefeitura e a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos). Entre outras atividades, a companhia municipal desenvolve campanhas permanentes (ver abaixo) para a conscientização sobre comportamentos seguros no trânsito. As ações educativas são direcionadas a todos os segmentos: motoristas, pedestres, ciclistas e motociclistas.

O programa educativo alcança alunos das redes públicas e particular, com teatro de fantoches, curso, palestras e atividades na Minicidade do Trânsito. Também atende empresas, universidades, grupos comunitários e instituições em geral com palestras e participação em eventos sobre segurança.

O monitoramento realizado pelos agentes da CET e da Polícia Militar é outro fator que contribui de forma significativa para a redução de acidentes.

INFRAESTRUTURA MELHOR

Os investimentos na infraestrutura urbana também impactam positivamente para o trânsito mais seguro. A Administração Municipal desenvolve programa contínuo de reurbanização de vias, que são contempladas com obras de pavimentação, drenagem, guias, sarjetas, calçadas com novo padrão e outras melhorias.

Entre 2013 e novembro de 2019, o programa de reurbanização totalizou 128 km de asfalto novo em 286 vias. O montante injetado somou R$ 88,1 milhões. A sinalização de trânsito em ruas e avenidas também vem sendo revitalizada. Apenas entre 2019 e este ano, o valor investido será de R$ 10 milhões. Os recursos são da própria Administração Municipal, do programa Respeito à Vida e contrapartida de empreendimentos.