Seu navegador não possui suporte para JavaScript o que impede a página de funcionar de forma correta.
Conteúdo
Notícias

Santos promove palestra sobre bullying, cyberbullying e direito digital para profissionais da educação

Publicado: 21 de maio de 2024 - 14h21
PORTAIS

A Secretaria de Educação de Santos promoveu nesta segunda-feira (20), uma palestra sobre bullying, cyberbullying e direito digital para diretores e supervisores da rede. O advogado e vice-presidente da Comissão de Direito Digital da OAB Santos, Matheus Ávila, esteve presente para conversar com os servidores.

Para iniciar a palestra, os profissionais da educação escutaram um trecho do livro “Eu falo como um rio”, que retrata a vida de uma criança que possui dificuldades para se expressar, falar e que é excluída da sociedade.Para dar ênfase à abordagem humanizada, a equipe da Justiça Restaurativa, da Seduc, pontuou os principais pontos do tema e a sua atuação dentro das unidades para resolução de conflitos.

Um dos assuntos abordados foi a lei federal nº 14.811 de 2024 que institui medidas de proteção à criança e ao adolescente contra a violência nos estabelecimentos educacionais ou similares. Sobre esse assunto, Ávila explicou: “a palestra serve para agregar conhecimento e para que os diretores e supervisores saibam quais providências devem ser tomadas em caso de bullying ou cyberbullying. Temos que identificar antecipadamente as situações dentro das escolas para saber quais medidas devem ser tomadas, para que haja uma intervenção correta”.

Ciente da importância do tema, a supervisora Ana Claudia da Silva Felix, participou da palestra e conversou com os colegas presentes. “Precisamos debater esse assunto com toda a equipe e comunidade escolar com frequência, para que todos tenham consciência de que o bullying é prejudicial para os alunos. Queremos que a escola seja um ambiente prazeroso e de aprendizado para eles. Esse alinhamento entre profissionais é fundamental para que todos nós tenhamos a mesma fala, conduta e protocolos para que os pais se sintam atendidos quando necessário”.

Para a assistente de direção da UME Therezinha de Jesus Siqueira Pimentel (Morro São Bento), Renatta Burgos, é preciso conversar sobre o tema com outros profissionais e comunidade escolar, a fim de prevenir o bullying.  “As escolas precisam saber quais medidas devem ser tomadas em casos como estes e como aplicar a justiça restaurativa no cotidiano dos estudantes. Estamos aqui para expandir o conhecimento e repassar para os funcionários da escola, para que todos saibam como agir em casos de bullying e cyberbullying”.

 

Esta iniciativa contempla o item 4 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU: Educação de Qualidade. Conheça os outros artigos dos ODS.

Para mais notícias, serviços e endereço de unidades visite os portais de: