Conteúdo

“Santos oferece qualidade de vida fundamental ao atleta”

Publicado: 12 de abril de 2021
13h 01

Esta é a quarta matéria da série sobre atletas de Santos que tentam vagas para Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, marcados para os meses de julho, agosto e setembro deste ano

O nadador André Pereira (Fupes/Unisanta), 27 anos, se prepara para participar de sua segunda experiência olímpica. Há cinco anos, ele realizava o sonho de estar na competição no Rio Janeiro, no revezamento 4x200 metros livres. Agora o foco é nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que serão realizados de 23 de julho a 8 de agosto. E para a briga pela vaga, tem como trunfos a experiência e a cidade de Santos.

A seletiva nacional para representar o Brasil no Japão ocorre de 19 a 24 de abril, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro. “É uma motivação diferente. Venho para essa disputa muito mais maduro e acho que o controle emocional é um diferencial”, conta o nadador, que buscará a vaga na prova dos 200 metros livres. Os dois primeiros colocados participam da individual e os cinco melhores formam a equipe nacional do revezamento, principal foco do atleta.

André começou na natação aos 9 anos na cidade de Osório, no Rio Grande do Sul. Depois, foi para Porto Alegre, onde passou a representar o Grêmio União e colecionou títulos estaduais e nacionais nas categorias juvenil e júnior. Em 2016, veio a realização do sonho: “desde que entrei na natação, sempre sonhei com as Olímpiadas. E ser no Rio de Janeiro, com apoio da torcida, tornou ainda mais especial”. Logo em seguida, mudou-se para São Paulo, onde ficou três temporadas e teve sua primeira conquista internacional na categoria adulta: a prata na Copa do Mundo de Doha, no Qatar, no revezamento misto.

“Foi uma experiência muito importante na minha carreira em São Paulo. Aprendi muito. Mas meus resultados estavam aquém do esperado. Sabia que precisava de algo a mais”, disse o atleta. E esse algo a mais foi Santos. Em 2020, ele se mudou para a Cidade, onde começou a treinar na Unisanta. “Fui muito bem recebido na Cidade, pelo meu técnico e meus companheiros de treinamento”.

TREINOS

Com o adiamento dos Jogos devido à pandemia de covid-19, André teve um ano a mais de preparação na Cidade e se diz muito feliz. “Santos oferece uma qualidade de vida que é fundamental para o atleta. Não tem aquela correria de São Paulo. Acabamos perdendo muito tempo. E aqui posso aproveitar meus momentos de descanso, ir para a praia, que é algo que me dá paz, depois da semana de treinamento muito intenso”.

Vivendo seu melhor momento na natação, André sabe que, caso garanta a classificação para Tóquio, o sonho da medalha olímpica é real. “O revezamento 4x200m do Brasil evoluiu muito. Veio uma geração muito forte. O País foi campeão e recordista mundial em 2018, já tem tradição e chega com chances de subir no pódio”.

 

 

Galeria de Imagens

nadador na piscina #paratodosverem

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.