Conteúdo

Santos não tem casos confirmados de coronavírus

13 de março de 2020
18h 23

A Secretaria de Saúde de Santos (SMS) informa que, até o momento, não há casos confirmados do novo coronavírus na Cidade. Até esta sexta-feira (13), o Município não recebeu resultados positivos de amostras sob análise pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL), laboratório estadual de referência para o diagnóstico da doença. 

O Departamento de Vigilância em Saúde monitora 20 casos suspeitos da doença no Município. Um dos novos casos suspeitos é relativo a tripulante alemão de navio de carga, de 37 anos de idade, que apresentou sintomas similares da doença (febre, tosse e coriza) e está internado em isolamento em hospital particular. Os demais pacientes estão em isolamento social domiciliar.

Vale lembrar que todas as medidas preventivas vêm sendo realizadas pela Prefeitura de Santos nos últimos dois meses, desde o início da epidemia da doença na China. Gestores da SMS estão se reunindo com representantes da área nas esferas estadual e federal e promovendo capacitações dos profissionais de saúde para atendimento de casos suspeitos.

Também foram promovidas capacitações sobre medidas preventivas contra a doença como importância da lavagem das mãos e higiene dos ambientes para orientadores pedagógicos da rede municipal, agentes multiplicadores das informações para as escolas, e diretores e representantes de outras escolas públicas e particulares.

A Prefeitura tem divulgado em todos os canais de comunicações informações e formas de prevenção ao Covid-19. Para evitar a proliferação do vírus, são recomendadas medidas básicas de higiene: lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Também deve-se evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Saiba mais sobre o coronavírus no site www.santos.sp.gov.br ou pelo podcast da Prefeitura “Tu Sabia?”.

Cidade cria comitê para enfrentamento do coronavírus

A Prefeitura de Santos publica no Diário Oficial do Município, na edição desta segunda-feira (16), decreto que cria o Comitê Municipal de Contingência para Enfrentamento ao Coronavírus. O órgão colegiado consultivo será formado por 30 representantes de 26 órgãos, instituições e entidades dos setores público e privado e da sociedade civil. A primeira reunião será realizada na segunda (16), às 11h, na Sala de Situação do Paço Municipal.

A criação do comitê é mais uma estratégia de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) realizada pelo Município. O objetivo é a discussão e definição de ações e medidas conjuntas que possam ser adotadas a partir da confirmação da doença na Cidade, diante da pandemia e avanço dos casos no Brasil.

O comitê será coordenado pelo secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz, e contará com o secretário-adjunto Valter Makoto e três representantes do Departamento de Vigilância em Saúde. Da Administração Municipal, participam ainda os secretários de Comunicação, Educação, Cultura, Turismo, Esportes, Finanças e Gestão e o presidente da Capep-Saúde.

Haverá também integrantes do Complexo Hospitalar dos Estivadores (gestão com o Instituto Hospital Alemão Oswaldo Cruz) e dos hospitais Guilherme Álvaro (estadual), Santa Casa e Beneficência Portuguesa (filantrópicos); do Departamento Regional de Saúde (DRS); Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Outros órgãos que completam a relação são a Autoridade Portuária, Associação Comercial de Santos, Sindicato do Comércio Varejista, CDL Santos, CDL Praia, Santos Convention & Visitors Bureau, Associação Paulista de Medicina, Unimed e os conselhos municipais do Idoso e da Saúde. Vale lembrar que a Cidade não tem casos confirmados da doença; possui atualmente 20 suspeitas sob monitoramento.

 

PREVENÇÃO

Gestores da Secretaria de Saúde de Santos reúnem-se, desde o início da epidemia do Covid-19, com representantes da área nas esferas estadual e federal e promove capacitações dos profissionais de saúde para atendimento de casos suspeitos, sendo estabelecidos fluxos de investigação epidemiológica e encaminhamentos para unidades hospitalares.

Mais de 300 profissionais da rede municipal de saúde foram capacitados pelo médico infectologista Marcos Caseiro e equipe da Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep). Os técnicos e gestores da pasta também participaram de capacitação no Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), do governo estadual, e de simulado de atendimento no Porto de Santos, coordenado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Autoridade Portuária (SPA).
O Programa Saúde na Escola promoveu capacitação sobre medidas preventivas contra a doença como importância da lavagem das mãos e higiene dos ambientes para orientadores pedagógicos da rede municipal, agentes multiplicadores das informações para as escolas, e diretores e representantes de outras escolas públicas e particulares.
A Prefeitura tem informado diariamente pelos seus diversos canais oficiais de comunicação (portal na internet, redes sociais, assessoria de imprensa, entre outros) todos os dados sobre casos suspeitos da doença em acompanhamento e as medidas de prevenção que devem ser seguidas pela população.

Para evitar a proliferação do vírus, são recomendadas medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Saiba mais em www.saude.gov.br/coronavirus ou pelo podcast da Prefeitura “Tu Sabia?”

 

 

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.