Conteúdo

Santos decreta estado de calamidade pública e mantém apenas serviços essenciais

20 de março de 2020
20h 41

A Prefeitura de Santos decretou estado de calamidade pública nesta sexta-feira (20) a fim de ampliar as ações de combate à Covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus. O Decreto será publicado segunda-feira (23) no Diário Oficial.

 

Por conta da redução de processos burocráticos, a medida proporciona ao Município maior agilidade na compra de equipamentos e insumos de saúde e na contratação de profissionais da área para atendimento à população.

 

 

SERVIÇOS

 

Também para reduzir a circulação de pessoas pela Cidade e evitar situações de contágio, a partir de segunda-feira, a Prefeitura manterá somente os serviços públicos considerados essenciais: de saúde, segurança e assistência social.

 

Medidas restritivas para a Baixada Santista.