Conteúdo

Samu já conta com nova ambulância

23 de abril de 2018
15h 00

Mais uma ambulância foi doada pelo governo federal – a segunda em 2018 – para a frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Santos. O veículo furgão modelo Sprinter (zero quilômetro) tem valor estimado em R$ 176 mil e se somará ao carro cedido em fevereiro pelo Ministério da Saúde e às outras 15 ambulâncias locadas pelo Município que estão em operação no serviço de urgência e emergência.

O carro de suporte básico de vida já veio adesivado e dotado de GPS (sistema de posicionamento global), câmera de ré, prancha rígida de imobilização, cone de sinalização, cilindro de oxigênio, mochila com materiais de primeiros socorros. A entrega ocorreu nesta segunda (23) na Central do Samu (Encruzilhada), e contou com a participação do deputado federal Marcelo Squassoni, que fez a indicação para o governo federal.

“Esta ambulância vai fortalecer ainda mais a nossa frota do Samu e já será colocada à disposição da população”, explicou o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz, lembrando que a Cidade supera em quatro vezes o que é preconizado pelo Ministério da Saúde, que determina uma ambulância básica para cada 100 mil habitantes.

Com estas duas ambulâncias cedidas neste ano, a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é de que o governo federal repasse mais três ou cinco ambulâncias, pois a Prefeitura recebeu cinco veículos em 2013 e as regras do Ministério da Saúde permitem a renovação da frota a cada cinco anos. Assim, estes veículos substituiriam outras ambulâncias próprias com longo tempo de uso que atualmente estão fora de atividade para manutenção.

Serviço - O Samu atende em ocorrências graves que o paciente não pode ser levado até uma das unidades de Pronto Atendimento, como acidentes domésticos e de trânsito, paradas cardiorrespiratórias, entre outras. Nestas situações, os munícipes devem ligar para o telefone gratuito 192, que funciona todos os dias (24 horas).

Os profissionais que recebem os chamados solicitam as principais informações sobre o paciente e a ocorrência para definir as prioridades de atendimentos, de acordo com a gravidade, e o melhor tipo de ambulância (suporte básico ou avançado).

 

Fotos: Rogério Bomfim

 

Galeria de Imagens

Vista da parte interna da ambulância com macas, baloes de oxigênios e outros apetrechos de salvamento. #Pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.