Conteúdo

Sala verde promove capacitação ambiental na área continental

11 de março de 2009
0h 00

A Sala Verde (receptivo turístico educativo ambiental da área continental), mantida pela prefeitura e ONG Parcel, no Portinho, em Caruara, tem alcançado com sucesso o seu principal objetivo, que é promover a capacitação dos moradores da região nos setores de meio ambiente e ecoturismo. Inaugurada em junho de 2008, a unidade já formou cerca de 400 pessoas em oficinas de geração de renda, a exemplo de confecção de sabão ecológico e gastronomia, e também se consolidou como ponto de encontro da comunidade. O espaço é um centro de educação ambiental, reconhecido e credenciado pelo Ministério do Meio Ambiente, e funcionava anteriormente, desde 2005, em uma sala do Dear-AC (Departamento da Administração Regional da Área Continental). O Peagam (Programa de Educação Ambiental e Gerenciamento Ambiental), criado em 2003, é um dos norteadores do projeto e já capacitou 40 crianças e adolescentes, de oito a 16 anos. Destes, 27 jovens participaram do Programa de Aprendiz de Turismo, em parceria com a USP (Universidade de São Paulo) e AVT Brasil (Academia de Viagens e Turismo). O participante passa por uma espécie de curso com atividades teóricas e práticas, aplicadas duas vezes por semana. "Nós os preparamos para serem monitores ambientais e de ecoturismo", explica a bióloga e coordenadora da Sala Verde, Cássia de Freitas. Em seguida, ele é encaminhado para cursos de guia de turismo desenvolvidos pela Embratur (Empresa Brasileira de Turismo). O atual beneficiário do programa é o estudante Gustavo Graciano de Oliveira, 18 anos, morador da Fazenda Cabuçu - tradicional roteiro de ecoturismo e que possui uma cachoeira de 10 metros de altura. Ele é filho dos caseiros do local e soube da oportunidade por meio de uma guia de turismo e não perdeu tempo. Há um mês tem realizado estudos do meio ambiente da região, conhecendo principalmente novas espécies de plantas. "Eu sempre acompanhei grupos de trilhas e achava interessante o trabalho dos guias. Pretendo me tornar um deles e levar turistas também em outros roteiros". Às segundas e sextas-feiras, ocorrem na Sala Verde visitas dos alunos da rede municipal e, às segundas e quintas-feiras, aula de ginástica para cerca de 25 gestantes e idosas do bairro assistidas pelo sistema municipal de saúde. MUSEU MARINHO Foca marinha californiana, tubarão cação-lixa e peixe espadarte, todos taxidermizados (empalhados), são alguns dos 220 itens do museu marinho da Sala Verde, que conta ainda com conchas, moluscos, entre outras espécies. Um dos destaques é a foca Samy, que possui 1,20m de comprimento e foi uma das atrações do antigo Oceanógrafo de São Vicente. O local também permite a consulta do acervo de 150 livros especializados nas áreas de meio ambiente e turismo. A Sala Verde conta com o patrocínio e apoio das empresas Petrobras, Sabesp, Madeireira Portal Kit, Império dos Parafusos Ferragens, Bertipress e Reschiotto. Localizada à Rua Andrade Soares, 150, no Portinho (Caruara), fica aberta ao público das 9h às 15h. Informações e agendamentos de visitas pelos telefones 3268-1101 e 9778-7986.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.