Conteúdo

Saiba como prevenir as doenças respiratórias em dias mais frios

30 de junho de 2019
11h 28

Quando a temperatura cai, as pessoas tendem a se manter por mais tempo em locais fechados, fazem menos atividades ao ar livre e não costumam abrir as janelas para ventilar o ambiente. Essas atitudes, somadas a outras relacionadas à falta de higiene e de etiqueta respiratória, criam o cenário perfeito para o contágio de doenças respiratórias, em especial gripe, pneumonia, tuberculose e meningite. Pequenas mudanças no comportamento do dia a dia são muito importantes para prevenir a disseminação e o contágio dessas doenças.

“A transmissão se dá por tosse, espirro e fala. Na gripe, dizemos que a transmissão se dá por gotícula. Se estou a mais de 1 metro de distância de alguém, não tenho chance de contaminar, porque as gotículas não ficam suspensas no ar. Já na forma aerossol, que é o tipo de transmissão da tuberculose, o bacilo fica suspenso, circulando por horas naquele ambiente onde alguém tossiu”, explica a infectologista Cláudia Sffeir, da Seção de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde.

A médica alerta, no entanto, que a gripe também pode ser transmitida de forma indireta: após tocar em objeto que foi contaminado por outra pessoa e levar as mãos às mucosas (nariz, olhos, boca).

Vacina contra a gripe

A vacina fornecida neste ano pelo Ministério da Saúde contra a gripe previne alguns vírus causadores da doença: tipos A H1N1, A H3N2 e B (Victória), identificados como os de maior circulação na atualidade no mundo. Quem tomou a vacina não está livre completamente de adquirir a gripe por esses subtipos, mas se for infectado, não vai gerar quadros clínicos de alta complexidade e risco de morte, principal preocupação das autoridades sanitárias.

Vale lembrar que há outros subtipos de vírus que também causam a gripe e, por isso, as ações preventivas são grandes aliadas da população.

Resfriado X Gripe

As síndromes gripais são caracterizadas pela presença de febre acima de 38 graus, tosse, fadiga, dor no corpo e mal-estar. “Não existe gripe sem febre e tosse. Se você está com mal-estar, coriza, congestão nasal e não apresentou febre está com resfriado, que é causado por uma gama enorme de vários outros vírus”, destaca a médica. Para garantir que não irá mais transmitir gripe para ninguém, a pessoa deve esperar um período de 24 horas sem esse sintoma para retomar as atividades.

 

Dicas para evitar as doenças respiratórias

- Manter janelas abertas para permitir a circulação de ar no ambiente

- Ao espirrar ou tossir, cobrir o nariz e a boca e higienizar as mãos imediatamente

- Higienizar as mãos frequentemente com água e sabão

- Na impossibilidade de lavar as mãos, o álcool gel deve ser usado, mas somente se a mão estiver livre de resíduos de sujidade. E para fazer o efeito desejado, o álcool deve ser esfregado entre as mãos, não apenas passado como se fosse um creme hidratante. A fricção vai garantir a eficácia no uso do produto

- Usar lenço descartável para higiene nasal

- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca

- Não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas

- Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas

- Evitar sair de casa em período de transmissão da doença

- Evitar aglomerações e ambientes fechados