Conteúdo

Revitalização da Rodoviária de Santos começa com demolição de boxes

8 de abril de 2020
18h 35

O Terminal Rodoviário de Santos já começou a ser remodelado. Com uma equipe de 50 profissionais, foi executada a demolição de 25% da infraestrutura dos boxes de venda de passagens e lanches. Posteriormente, serão demolidas as estruturas dos banheiros.

A obra será custeada pela iniciativa privada, fruto de um Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias (Trimmc), assinado entre Prefeitura e a empresa Elevações Portuárias Ltda, com custo aproximado de R$ 10 milhões. A empresa contratada para execução da obra foi a Solovia Engenharia Construções Ltda, sob supervisão da Progresso e Desenvolvimento de Santos (Prodesan), responsável pela elaboração do projeto.

Após finalizada a etapa de demolição, as intervenções prosseguirão com a montagem do novo layout dos guichês e banheiros, o que deve acontecer até o final de maio.

Como o local será todo climatizado, uma etapa importante será a passagem de cabos e dutos de climatização. Após finalizadas as intervenções em infraestrutura, o espaço começa a receber o acabamento, etapa prevista para meados de junho.

ISOLAMENTO

O diretor presidente da Prodesan, Antônio Carlos da Silva Gonçalves, explica que o momento de isolamento social como medida de controle ao novo coronavirus (covid-19), favoreceu a etapa de demolição. “Se a Rodoviária estivesse operando normalmente, haveria a presença de cerca de 4,5 mil pessoas transitando diariamente. Iniciamos as obras com a circulação de cerca de 500 pessoas por dia no local. Então, estamos conseguindo realizar as demolições de forma mais rápida e segura”.

REVITALIZAÇÃO

O espaço de 7.800 metros quadrados passará por intervenções gerais, será totalmente climatizado. Haverá duas salas VIP instaladas para passageiros que farão viagens interestaduais. Para percursos mais curtos, os usuários terão cadeiras mais confortáveis. Os banheiros serão reformados e haverá novos espaços para pessoas com deficiência e fraldários.

Uma área central de circulação monitorada por câmeras de segurança, além de praça de alimentação com lanchonetes, mesas e cadeiras, caixas eletrônicos, lojas de suvenir, guarda-volumes, carregadores para celular e setor de achados e perdidos também serão implantados. Além disso, haverá painéis de LED com informações e mensagens necessárias aos passageiros. Os monitores apresentarão horários de chegada e partida e destino dos ônibus, inclusive com identificação sonora, também bilíngue.