Conteúdo

Restaurante escola de Santos diploma 21 jovens para atuar na área de alimentos e bebidas

24 de setembro de 2019
16h 48
formandos reunidos posam para a foto #pracegover

Começou muito antes da solenidade o clima de emoção dos 21 jovens que, na segunda (23) à noite, receberam da UniSantos o diploma de conclusão do 12º Curso de Qualificação em Serviços de Alimentação e Bebidas, ministrado no Estação Bistrô Restaurante-Escola – na oportunidade, também foram diplomados os dois alunos da 7ª turma de Agentes de Turismo e Barista. Pela primeira vez, os formandos vestiram beca completa, que inclui capelo e faixa na cintura. Às jovens, foram oferecidos serviços de cabeleireiro e maquiagem.

“Tudo no começo é difícil, mas com força e determinação vocês chegarão ao final do curso preparados para conquistar um bom emprego”, disse Nathalia da Silva Costa, oradora da turma, dirigindo-se aos novos alunos, que assistiram à cerimônia, no auditório do Museu Pelé. “Aprendi tanto nesse curso que agora me sinto outra pessoa, mais preparada e confiante”, prosseguiu ela, que fez questão de agradecer nominalmente a todos os professores e à equipe administrativa. “Muita gratidão a todos, por tudo e por ter chegado aqui hoje”.

PERSEVERAR

Estudar e perseverar são os componentes principais para pôr em prática os sonhos, conforme lembrou o secretário de Turismo Odair Gonzalez. “Não aceitem quando alguém disser que alguma coisa não é para vocês. Vocês serão o que quiserem ser, porque tudo o que existe está ao alcance de todos”, frisou, lembrando que felicidade é o momento de consagração de uma luta.

O reitor da Unisantos, Marcos Medina, destacou a multivocação dos indivíduos. “Não fomos feitos para uma única coisa. Somos multivocacionados e podemos ser muito mais que os limites impostos pela sociedade”. E ressaltou a importância de os alunos continuarem estudando, em busca do aprimoramento de suas atividades.

Medina ainda agradeceu, na pessoa de Maria Angélica Amat Dias, a quem chamou de “mãe-amiga do projeto”, o apoio dos parceiros.  Proprietária do Atelier Morro do Bambu, foi ela quem disponibilizou aos formandos a beca completa e, às jovens, as cabeleireiras Vanessa Aniceto e Neia Nunes, e o maquiador Wellington Andrade.

Já o operador social Cosme Costa, da Secretaria de Desenvolvimento Social, responsável pelo Projeto Novo Rumo, disse que os alunos se apropriaram da oportunidade oferecida e mostraram do que são capazes. “Vocês são mais do que vencedores. Sejam sempre profissionais e ‘arrebentem’ no mercado de trabalho”.

EXEMPLOS

Já com dois convites de emprego, Augusto César Azambuja da Silva, 26 anos, era só sorrisos. “Queria muito me aperfeiçoar e agora não vou mais parar”, comentou, dizendo que seu primeiro emprego, aos 17 anos, foi de ajudante de cozinha e, tempos depois, de chapeiro. Criando sozinho a filha de cinco anos, ele diz que se desdobrou para dar conta do curso e de suas obrigações de pai. “Valeu muito a pena”.

Dainara Cristina Claro, 24, viveu um misto de emoções: alegria pela conclusão do curso, que já havia adiado ao saber que estava grávida, e tristeza pelas lembranças da mãe, que morreu há dois meses. “Ela queria tanto me ver formada...”, emocionou-se. Dainara reconhece que o curso lhe deu “um caminho para a vida”, porque encontrou na área da confeitaria o seu destino. “É uma emoção só quando eu vejo as pessoas tirando fotos do doce que eu fiz,” diz Dainara, atualmente barista do Bonde Café.

RESTAURANTE-ESCOLA

Primeiro restaurante-escola a funcionar no País, dentre as sete cidades que se habilitaram a participar do projeto lançado em 2007 pelo Ministério do Turismo, o Estação Bistrô funciona em parceria entre Prefeitura e Unisantos.

O curso é destinado a jovens de 18 a 29 anos em situação de vulnerabilidade pessoal e social, cadastrados nos Centros de Referência de Assistência Social, vinculados ao Programa de Qualificação Novo Rumo, da Secretaria de Desenvolvimento Social. Com sete meses de duração, o programa conta com aulas ministradas pelos professores do curso de Gastronomia e Nutrição da Unisantos. Há também aulas de inglês, a cargo da Secretaria Municipal de Educação.

Todos os alunos recebem vale transporte, bolsa-auxílio de um salário mínimo e seguro de vida. Ao final do curso, os que atingem a média de aproveitamento recebem certificado de conclusão emitido pela universidade.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.