Conteúdo

Renilson tem satisfação em informar sobre direitos e vagas de emprego

21 de outubro de 2019
13h 56
servidor sentado no centro público #pracegover

Atrás do balcão onde está a placa “Atendimento Preferencial Seguro Desemprego”, do Centro Público de Emprego e Trabalho de Santos (Centro), está o funcionário Renilson Souza de Santana, 51 anos, responsável pelo setor. No salão lotado de pessoas em busca de informações sobre benefícios e por colocação no mercado de trabalho, ele chama a próxima a ser atendida, cumprimenta e orienta sobre seus direitos.

Com 25 anos de Prefeitura, o servidor público está desde 2008 no Centro Público, onde atende, em média, 40 pessoas por dia, entre as que querem saber sobre seguro desemprego e as que pleiteiam vaga de trabalho. “Tem gente que não sabe que tem direito a seguro desemprego. Para ter, pela primeira vez, é preciso ter trabalhado um ano. Pela segunda vez, nove meses e, nas demais, seis meses. Muita gente não sabe disso e aqui eu passo essas informações”, explica ele, que tem prazer em orientar o público. “Teve uma moça que chegou aqui achando que não tinha o direito. E eu disse que havia cinco parcelas de seguro. Ela saiu muito feliz daqui”.

Mas não são só informações sobre benefícios que Renilson se alegra em transmitir. O servidor, que entrou na Prefeitura como operador social e, ao longo de sua trajetória, ainda trabalhou na reabilitação da Secretaria de Saúde (SMS), também tem satisfação em encaminhar pessoas para vagas de emprego.

Certa vez, conta, uma moça com larga experiência no currículo chegou no Centro Público desanimada, dizendo que não conseguia emprego. Segundo ele, a mulher estava com trajes inadequados para uma entrevista. “Eu disse a ela que, naquele estado, ela não conseguiria arrumar emprego. E que, naquele momento, eu tinha uma vaga cujo perfil que a empresa precisava era o dela. A moça, então, se produziu e voltou outra pessoa. Naquele exato momento foi contratada. Fiquei muito contente”.

AGRADECIMENTO

Com empatia e simpatia, Renilson acumula histórias de gratidão e reconhecimento do público pelo seu trabalho. “Sempre que encaminho alguém para vaga e a pessoa é colocada no mercado, fico muito feliz. Nada como poder tirar alguém do desemprego. Muitas retornam para agradecer e me trazem presente. E eu falo que o melhor presente é saber que a pessoa continua no mercado, porque já ganho para fazer o meu trabalho”.

O funcionário não se limita às suas funções oficiais. Se alguém o procura para outra informação, lá está ele prestativo. “Tem pessoas que vêm da rua para pedir orientação. Não me cansa dar informação. Eu conheço bem os setores da Prefeitura, então é gratificante para mim”.

RECONHECIMENTO

E não é só do público o reconhecimento. “Aqui, trabalhamos com o que há de mais crítico hoje em nosso país, que é o desemprego. As pessoas chegam fragilizadas e Renilson as atende de forma especial. É comprometido com seus colegas de trabalho, se preocupa com os problemas de cada um. Tem comprometimento e participa de todas as nossas palestras e especializações”, afirma Ronaldo Ferreira Silva, chefe do Departamento de Empreendedorismo e Emprego, que faz a gestão do Centro Público.

“Quando assumi o Departamento, ele foi uma referência para entendermos melhor essa complexidade que é o Centro Público”, completa. Para Renilson, seu patrão é a população. “Sou servidor público e estou aqui para servir ao público. Essa é a minha função”.

Foto: Rogério Bomfim

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.