Conteúdo

Regionalização do porto de santos é assunto recorrente em publicações no brasil e exterior

8 de janeiro de 2002
0h 00

Um dos assuntos de maior importância para a Cidade e para a Região, o Processo de Regionalização do Porto de Santos, tem sido tema recorrente da grande imprensa e de várias revistas especializadas em assuntos portuários. Iniciada efetivamente no ano passado, a regionalização ultrapassou os limites nacionais e tem despertado interesse de países com histórico portuário semelhante a Santos. Em dezembro último, a participação da Prefeitura de Santos, como um dos interlocutores do processo, foi citada na edição estadual da revista Livre Mercado. Em reportagem e capa, a Livre Mercado enfatizou o momento especial da história econômica da região da baixada santista, com a união da sociedade e das três prefeituras - Cubatão, Santos e Guarujá - em torno de um objetivo comum, que é mudança do modelo de gestão portuário. A matéria também fez um apanhado da história e da participação do Porto na economia Nacional, citando dados e estudos apresentados durante o Seminário Raio X do Porto, realizado em outubro e organizado pelo Grupo A Tribuna de Comunicação. Outra publicação que deu ênfase ao tema, citando a Cidade foi a Trans Vip, publicação bimestral da empresa Transbrasa. Com o título "Unidos por um mesmo ideal", o número 16, ano 4, da revista destacou a necessidade e a vontade de união das prefeituras em torno de um assunto que delineará o futuro da Baixada. A revista citou a "Carta da Baixada Santista", documento redigido ainda em agosto de 2001, atrás da qual os Administradores das três cidades manifestaram a defesa do processo, como forma de fixação de riquezas para a região. O informativo eletrônico, do mês de dezembro, da Association Iternationale Villes et Ports (AIVP), organização francesa de intercâmbio e informação voltada para o desenvolvimento das cidades portuárias do mundo, deu destaque especial para a visita, acontecida em novembro passado, de representantes das prefeituras de Santos, Cubatão e Guarujá aos portos de Le Havre (França), Antuérpia (Bélgica) e Rotterdam (Holanda). A notícia citava Santos como um dos "membros ativos do AIVP", além de mencionar a o intercâmbio que o órgão francês deverá manter com a Cidade, no sentido de auxiliar sobre o tema da municipalização e regionalização de áreas portuárias.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.