Conteúdo
Notícias

Reformulado, Programa Cuidar de quem Cuida retorna às atividades em Santos

Publicado: 22 de julho de 2021 - 15h21

Suspenso desde novembro de 2020, em virtude da pandemia, o programa Cuidar de quem Cuida, desenvolvido pela Secretaria de Governo (Segov) e que visa a capacitação de conselheiros tutelares, retomou as atividades na manhã desta quinta-feira (22). A volta do programa foi marcada pela realização de um círculo de convivência seguindo os moldes das práticas restaurativas, celebrando o Dia da Justiça Restaurativa, comemorado em 11 de julho.

 “Os chamados círculos restaurativos, ou círculos de construção de paz, integram a chamada justiça restaurativa, que atua para restaurar as relações. Os envolvidos debatem seus sentimentos, suas memórias, expõem seus argumentos e buscam, dessa forma, amenizar as próprias diferenças”, explica o coordenador do programa, Wellington Araújo.

Durante a pausa, o programa foi reformulado e conta com algumas novidades, segundo o coordenador. “O Programa passou por reformulação e terá outra forma de construção no processo formativo dos conselheiros e conselheiras tutelares. Serão realizados três encontros presenciais por semestre, além de acompanhamento e monitoramento virtual, com disponibilização de conteúdos e bibliografias”.

Também participaram do evento o secretário de Governo, Flávio Jordão, assim como Alessandra Franco, chefe de departamento de articulação, Diná Ferreira, que atua como colaboradora de atividade do programa, Marilene Okada, vinculada à Seção de Conciliação (Seacomp), além dos 15 conselheiros tutelares titulares de Santos, representando as zonas Noroeste, Leste e Central, e mais os três primeiros suplentes.

SERVIÇO

O projeto foi criado para melhorar o desempenho do órgão, garantindo a qualidade do serviço. Para isso, estudos e ações são desenvolvidos para manter a formação contínua e permanente dos Conselheiros Tutelares. 

Wellington explica que entre as propostas do programa “Cuidar de quem cuida” está a de “criar mecanismos que gerem aproximações entre os conselheiros tutelares e os serviços de atendimento, oferta de atividades e serviços para as crianças e adolescentes”.