Seu navegador não possui suporte para JavaScript o que impede a página de funcionar de forma correta.
Mensagem do Periodo Eleitoral

Atenção

Em cumprimento ao Artigo 73 da Lei Eleitoral nº 9.504/97, as redes sociais e o portal da Prefeitura, a partir de 6 de julho até o final do processo eleitoral de 2024, publicarão apenas conteúdo de utilidade pública.

Conteúdo
Notícias

Rede Cacau promove encontro para integrar e fortalecer trabalho de agricultura urbana e compostagem em Santos

Publicado: 6 de junho de 2024 - 15h09
PORTAIS

Egle Cisterna

Uma rede para fortalecer a agricultura urbana e a gestão de resíduos sólidos, promovendo a troca de experiências entre os participantes e ações para ampliar a difusão do conhecimento e da produção em Santos. Esse é o foco da Rede de Centros de Aprendizagem em Compostagem e Agricultura Urbana (Cacau), que promoveu nesta quinta-feira (6), no Jardim Botânico Chico Mendes, o primeiro encontro de integração entre os componentes da Rede Cacau.

O grupo visitou o Cacau do Jardim Botânico, realizou algumas práticas e participou de uma roda de conversa para tirar dúvidas. 

“Em maio, foi lançada a Rede Cacau, com mais de 50 instituições, que recebem composteiras e tem um trabalho de educação ambiental. A partir disso, percebemos que alguns destes locais tinham potencial de ser um Centro de Aprendizagem, então, abrimos inscrições para pessoas que tinham interesse. Duas entidades entraram e vamos começar a fazer um assessoramento técnico para que eles sejam realmente credenciados como Cacau”, explica  engenheiro agrônomo Paulo Marcos de Campos Gonçalves, do projeto Composta Santos, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Proteção e Defesa Animal (Semam).

Ele lembra que, desde que a Prefeitura abriu chamamento para a participação na Rede Cacau, o número de integrantes já dobrou. “Hoje existem dois Cacaus, no Jardim Botânico e no Orquidário. Agora, temos mais dois - a UME Leonor Mendes de Barros e a Horta Bons Frutos - e ainda a expectativa de outros dois que demonstraram interesse”, afirma Gonçalves.

CONHECIMENTO E INTEGRAÇÃO

“Ingressar numa rede de compostagem e agricultura urbana fortalece também o nosso trabalho. É muito importante poder fazer esse tipo de troca de experiências e de técnicas com outras pessoas, ampliar também a nossa rede de apoio e de parceiros, além de aprender especificamente assuntos, temas e técnicas que vão que vão contribuir com a nossa atividade no bairro São Manuel”, avalia o agricultor urbano da Horta Bons Frutos, Vinícius Mitsuo Almeida Sakamoto.

A professora de Educação Infantil Érika Rosner Barbosa, da UME Leonor Mendes de Barros, desenvolve várias práticas de educação ambiental com as crianças da escola, e também participou do encontro. “Estar aqui é buscar e agregar conhecimento, levar para a aula, para a equipe escolar, para os professores e para as crianças, que acabam replicando essas informações em casa”, conta ela. Esta UME foi a primeira escola no Estado de São Paulo e a segunda no Brasil a receber o certificado Escola Lixo Zero, em 2022.

COMO PARTICIPAR DA REDE CACAU

As instituições interessadas em fazer parte desta iniciativa devem, obrigatoriamente, participar ativamente do Composta Comunidade ou comprovarem um histórico de práticas de compostagem e agricultura urbana no município, além de participar de processo formativo para construção dos planos pedagógico e operacional, além de apresentarem requisitos, como desenvolver, pelo menos, três diferentes métodos de compostagem, três formas de agricultura urbana, realizar práticas pedagógicas e atividades educativas com o público e estabelecer um intercâmbio de conhecimentos e práticas entre os demais Cacau. A ficha de inscrição e outras informações podem ser obtidas em https://www.santos.sp.gov.br/?q=servico/cacau.

Esta iniciativa contempla o item 11 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU: Cidades e Comunidades Sustentáveis. Conheça os outros itens do ODS.

Para mais notícias, serviços e endereço de unidades visite os portais de: