Conteúdo
Notícias

Próxima edição da Feira Livre Criativa de Santos terá serviços a pessoas com deficiência

Publicado: 21 de fevereiro de 2021
16h 55
Atualizado: 21 de fevereiro de 2021
16h 55

Diversos serviços prestados no Município a pessoas com deficiência estarão presentes na próxima edição da Feira Livre Criativa, a ser realizada na quinta-feira (25), das 7h às 14h, na Rua Itororó, entre a Amador Bueno e a Av. São Francisco, Centro Histórico.

Um estande da Coordenadoria de Políticas para a Pessoa com Deficiência de Santos (Codep) será montado no evento, com distribuição e esclarecimentos sobre a Lei Brasileira de Inclusão. Intérpretes da Central de Libras de Santos estarão à disposição para explicar as garantias de direitos da população surda e o funcionamento do serviço, que visa dar acessibilidade no atendimento a este público. O caricaturista José Henrique, usuário da Central de Libras, fará caricaturas no local.

Também serão prestadas informações sobre o programa Praia Acessível, realizado aos fins de semana na praia do Gonzaga, ao lado do canal 3, que possibilita a pessoas com deficiência e mobilidade reduzida desfrutarem de um banho de mar seguro com cadeiras anfíbias. “O objetivo é dar visibilidade aos serviços prestados pela Prefeitura relacionados a pessoas com deficiência, para que eles cheguem, cada vez mais, a quem mais precisa”, diz a coordenadora da Codep, Cristiane Zamari.

Serão ainda prestadas orientações sobre carteira de identificação da PcD e divulgação do programa Santos Acessível, que identifica estabelecimentos acessíveis da Cidade. Empresas interessadas poderão aderir se inscrevendo no local.

A FEIRA

A Feira Livre Criativa é realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Santos), com apoio da Prefeitura, todas as quintas-feiras, no local, unindo feira livre de rua com economia criativa. Conta com mais de 20 barracas que oferecem desde produtos tradicionais de uma feira livre como frutas, verduras, legumes, temperos, entre outros, a produtos artesanais como chinelos customizados, máscaras de proteção, artigos decorativos e doces gourmet.

A montagem das barracas é adequada às normas de distanciamento social, com espaçamento de dois metros entre os estandes e disponibilização de álcool em gel nas barracas.

Leia também:

Entre vegetais e artesanato, feira em Santos oferece orientação jurídica