Conteúdo

Projeto para cais do valongo é apresentado ao ministro do turismo

11 de maio de 2009
0h 00

O projeto de revitalização do cais histórico santista, que prevê a transformação dos armazéns 1 a 8 e espaços anexos em um complexo turístico, náutico, cultural, empresarial e de lazer, foi apresentado, nesta segunda (11) pela prefeitura ao ministro do Turismo, Luiz Barreto, na Estação do Valongo, onde será implementado o primeiro restaurante-escola da região. "A recuperação desta área do porto histórico é muito importante para o turismo, e depende de investimentos dos órgãos públicos e também da iniciativa privada", afirmou Barreto, que chegou ao local em um dos bondes da Linha Turística do Centro Histórico, acompanhado por autoridades locais. O plano de ocupação geral do cais histórico já está aprovado pelos integrantes do Grupo de Trabalho Participativo, formado por representantes da prefeitura e da Codesp, e prevê um terminal de cruzeiros marítimos, marina, centro gastronômico, infraestrutura para o transporte aquaviário de passageiros, Museu do Porto, estaleiro para reparos de pequenas embarcações, pontos de contemplação e escritórios. O prefeito João Paulo Tavares Papa contou ao ministro que a prefeitura vai elaborar os estudos de viabilidade econômica. Luiz Barreto recebeu da prefeitura a solicitação para a inclusão de Santos no rol de cidades consideradas indutoras do turismo regional, e disse que vai requerer um estudo a respeito à Fundação Getúlio Vargas. O país tem 65 municípios nesta relação, dois no Estado: São Paulo e Ilhabela. Eles têm prioridade para receber investimentos. Outro pedido do governo municipal foi de R$ 180 mil para a elaboração do Plano Municipal de Turismo, que fornecerá um diagnóstico do setor, definindo projetos e direcionando as políticas públicas. RESTAURANTE-ESCOLA Segundo o ministro, os documentos referentes à implementação do restaurante-escola de Santos serão assinados ainda nesta semana. A unidade funcionará no térreo da Estação do Valongo, e vai promover a qualificação da mão de obra regional para o turismo. A prefeitura realizou as obras de adequação do espaço. Para o funcionamento da unidade, faltam os equipamentos, mobiliários, louças e utensílios, e rouparia. APROVAÇÃO Jovens que participaram de cursos do projeto Inclusão Social com Capacitação Profissional, desenvolvido em Santos, São Vicente e Guarujá, conversaram com o ministro na futura sede do restaurante-escola, e contaram que já estão inseridos no mercado de trabalho. "Nossa formatura foi no último sábado (8), e já estamos trabalhando", disseram Gislaine Regina Veloso, de 19 anos, e Henrique dos Anjos Castilho, de 16. "Fizemos o curso 'A Arte de Bem Servir - Buffet e Coffe Break', que foi excelente, abriu as portas para o nosso primeiro emprego", afirmaram. O curso gratuito, realizado no Senac e desenvolvido pela organização não governamental Projeto Atelier e Meninos da Enseada, teve o patrocínio do Ministério do Turismo. RECUPERAÇÃO A prefeitura também solicitou ao Ministério R$ 1.156.000,00 para a recuperação de quatro exemplares do Museu Vivo do Bonde - um português, dois italianos e um norte-americano - doados a Santos. Quando estiverem restaurados, eles circularão na linha turística do Centro.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.