Conteúdo

Programação comemorativa ao Dia da Consciência Negra tem início na quarta (20)

18 de novembro de 2013
17h 12

Cerimônia junto ao busto de Zumbi, na praça Palmares, nesta quarta-feira (20), às 11h, dá início às atividades aluvisas ao Dia da Consciência Negra (celebrado em 20 de novembro). A solenidade terá a participação de autoridades, execução do Hino da Negritude, apresentação da Banda da Polícia Militar e exibição de capoeira, dança cigana, declamação de poemas, cantos negros e afoxé, culminando com atividades religiosas de matriz africana.

A programação comemorativa à data se estenderá até a próxima segunda (25), com eventos diversos em diferentes pontos da cidade. Haverá a entrega do Troféu Zumbi dos Palmares a personalidades que contribuem para a valorização da cultura negra, inclusão dos negros e combate ao racismo. Também serão realizados curso, missa e oficinas, entre outras ações. A organização é do Conselho da Comunidade Negra de Santos, com apoio da Secid (Secretaria de Defesa da Cidadania).

Programação

Quarta-feira (20)
11h – Na praça Palmares, abertura da programação com homenagens junto ao busto de Zumbi.

Quinta-feira (21)
15hs - Exibição do vídeo sobre Quintino de Lacerda
Local: Centro Cultural da Zona Noroeste.

Sexta-feira (22)
18h30 - Entrega do Troféu Zumbi dos Palmares
Local: Sala Princesa Isabel, no Paço Municipal (pça Mauá s/nº).

Sábado (23)
11h - Celebração pela Cadeira de Matriz Africana do Conselho da Comunidade Negra, em comemoração ao aniversário de um ano de plantio do Baobá, árvore sagrada de África.
Local: Jardim Botânico Chico Mendes (rua João Fraccaroli s/nº, Bom Retiro)

18h - Missa afro em homenagem à Consciência Negra e a Zumbi dos Palmares.
Local: Igreja Santa Bakhita (rua República Portuguesa, 20, Vila Mathias)

Domingo (24)
2ª Mostra Cultural de Hip Hop com Enfoque na Cultura Étnica; atividades culturais ligadas aos elementos do Hip Hop (oficinas destinadas a adolescentes, mostras de grafite, sarau literário, batalha de Bboys e MC’s) e rua de lazer para crianças da comunidade.
Local: Nova Cintra (praça Guadalajara s/nº, das 14h às 18h)

Dia 25
18h30 - Curso intensivo para operadores do Direito na área de legislação racial, ministrado pelo advogado Hédio Silva Jr.
Local: Ordem dos Advogados do Brasil (praça José Bonifácio, 55, Centro)

História
Zumbi lutava por uma sociedade igualitária entre brancos, negros e índios. Criado pelo padre Antônio Melo, aos 15 anos, o coroinha e estudante de latim, batizado de Francisco, foge para Palmares e adota o nome Zumbi, que significa guerreiro. Logo ascende ao comando militar do quilombo, governado então por Ganga Zumba. Em 1678, renega um acordo com as autoridades coloniais e provoca uma guerra civil no quilombo. Lidera a resistência contra os portugueses que dura 14 anos.

Com a destruição de Palmares, em 1694, foge com outros sobreviventes e esconde-se na mata. É morto numa emboscada no dia 20 de novembro de 1695. Seu corpo é mutilado e a cabeça é enviada para Recife, onde é exposta ao público para atemorizar negros que ousassem lutar pela liberdade.