Conteúdo

Programa Meta 30 vai oferecer exames de gastro e oftalmologia

22 de maio de 2017
17h 00

O programa Meta 30, iniciado pela Prefeitura em março, entrará numa nova e importante etapa para reduzir o tempo de espera dos pacientes da rede municipal de saúde que aguardam serviços de especialidades. Foram publicados no Diário Oficial da última sexta-feira (19) os avisos de editais de licitação para a realização de exames e procedimentos de oftalmologia e gastroenterologia.

“Começamos o Meta 30 aqui, em parceria com a Beneficência Portuguesa, com os testes ergométricos e eletrocardiogramas e já contabilizamos 1.251 exames realizados. Agora partimos para uma nova etapa na área de oftalmologia e gastro, como as endoscopias e colonoscopias, para que a população possa fazer estes outros exames em clínicas particulares”, disse o prefeito Paulo Alexandre Barbosa na manhã desta segunda-feira (22) em visita ao hospital filantrópico - parceiro da Prefeitura na primeira fase do programa - acompanhado do secretário de Saúde, Fábio Ferraz, e do presidente da Beneficência, Ademir Pestana.

Na área de oftalmologia, são 12 tipos de exames (acuidade visual, mapeamento de retina, retinografia, tonometria, entre outros), até o limite de 8.500 diagnósticos, e cinco tipos de procedimentos (como injeção intra-vitreo e iridotomia a laser), com a quantidade de até 2.500 cirurgias ambulatoriais, pelo período de um ano.

Já em gastro estão previstos até três mil exames de endoscopia e mil colonoscopias, também em até doze meses. Para isso serão investidos cerca de R$ 2,5 milhões de recursos do Fundo Municipal de Saúde, proveniente de repasses federais para assistência de média e alta complexidade.

Os valores unitários de referência da licitação de oftalmologia são os da tabela SUS (Sistema Único de Saúde) e os de gastroenterologia têm como base os orçamentos obtidos de empresas atuantes no mercado. Vencerão as disputas as instituições que oferecerem os menores preços. Elas deverão realizar os exames/procedimentos na cidade de Santos em locais de fácil acesso à população. Os valores fixados em ata serão mantidos sem alteração por um ano.

As propostas das instituições serão aceitas pela Comissão Municipal e Permanente de Licitação - Saúde até as 8h30 de 1° de junho (para endoscopia) e do dia 2 (oftalmologia). Nos respectivos dias, às 14h30, terão início as disputas de preço entre as empresas cadastradas por meio do sistema de pregão eletrônico do Banco do Brasil.

Os editais completos poderão ser acessados na página do Licita Santos. Mais informações pelo telefone 3201-5649 ou e-mail licitacaosaude.@santos.sp.gov.br.

Saiba mais

Oftalmologia

=> Exames: paquimetria ultrassônica (monocular), campimetria computadorizada ou manual, curva diária de pressão ocular - CPDO, gonioscopia, mapeamento de retina, microscopia especular de córnea, potencial de acuidade visual, potencial visual evocado, retinografia colorida binocular, retinografia fluorescente binocular, tonometria, topografia computadorizada de córnea.
=> Procedimentos: cirurgias ambulatoriais 
=> Quantidade: até 8.500 exames num período de 12 meses ou 708 por mês; até 2.500 procedimentos em 12 meses ou 208 por mês.

Gastroenterologia

=> Exames: endoscopia digestiva alta e colonoscopia diagnóstica e terapêutica.
=> Quantidade: até 3.000 endoscopias num período de 12 meses ou 250 por mês; até 1.000 colonoscopias em 12 meses ou 83/mês.

Central inicia agendamento de 14 especialidades

A Central de Agendamentos da Secretaria de Saúde de Santos, anunciada pela Prefeitura no final de fevereiro, iniciou sua primeira etapa de operação nesta semana. Desde terça (16) passada, o gerenciamento dos encaminhamentos dos pacientes da Atenção Básica para consultas médicas em 14 especialidades é feito de forma automatizada com auxílio do sistema em implementação na rede, o IntegraSaúde, e de equipe específica de atendentes.

Anteriormente, as cerca de 5 mil vagas em especialidades como cardiologia, oftalmologia, urologia, entre outras, eram distribuídas para as policlínicas. Cada unidade gerava sua própria lista e os seus servidores faziam a marcação das consultas e encaminhavam os usuários para os Ambulatórios de Especialidades (Central e Zona Noroeste). Agora, o ordenamento dos encaminhamentos será único, válido para todo o Município, seguindo a prioridade do paciente (urgente ou rotina) e a data da solicitação.

Além de aperfeiçoar a organização do fluxo, o gerenciamento concentrado na equipe da Central de Agendamento propiciará que os servidores da Atenção Básica tenham mais tempo para o atendimento ao público, além de contribuir para reduzir as faltas nas consultas especializadas, que chega ao índice de até 30%. A previsão é que, a partir de junho, o gerenciamento centralizado dos encaminhamentos das policlínicas seja ampliado para todas as 40 especialidades médicas da Atenção Especializada.

Mudança

A nova central ocupa uma sala no prédio do setor de Regulação dotada de novos equipamentos e sob atuação inicial de quatro atendentes – quando tiver em plena atividade serão oito. Para a sua operação, o atendimento telefônico 0800 100 836 será integrado ao novo serviço. A partir de 1º de junho, os usuários não poderão ligar para marcar consultas médicas nas policlínicas, devendo procurar estas unidades presencialmente para os agendamentos.

Especialidades do ordenamento único (1ª etapa): Cardiologista, Cirurgião Vascular, Coloproctologista, Dermatologista, Endocrinologista, Gastroenterologista, Nefrologista, Neurologista, Nutricionista, Oftalmologista, Oftalmologista Infantil, Ortopedista,Otorrinolaringologista e Urologista.

Foto: Isabela Carrari

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.