Conteúdo

Produção de revista fortalece vínculos comunitários em Santos

25 de setembro de 2019
18h 07

A realidade de famílias atendidas no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Alemoa foi transformada em uma produção coletiva em formato de revista. ‘A Alemoa que habita em nós’ ganhou vida a partir da coleta de dados sobre habitação, tema escolhido pelos próprios moradores, e foi apresentada nesta quarta-feira (25) no encontro do grupo pertencente ao Programa de Atendimento Integral à Família (Paif), ligado ao equipamento da Secretaria de Desenvolvimento Social.

A produção da revista levou os moradores a estreitarem laços e a buscarem meios de lutar por melhorias. Segundo o psicólogo do Cras, Emanuel Gimenes de França, o processo de produção conseguiu amenizar conflitos familiares sobre a questão.

“Quando as pessoas estão em uma situação de vulnerabilidade, o estresse aumenta, assim como o sofrimento e a ansiedade. E a melhor convivência é uma forma de proteção porque as pessoas deixam de se sentir isoladas. Ao compreender que o problema é coletivo, a tensão individual diminui, porque todos vivem a mesma situação”. explicou o psicólogo.  

Em 27 páginas, a produção traz 23 depoimentos e 30 fotos registradas a partir da perspectiva dos próprios moradores daquela região. Também faz parte a enquete ‘Construção da Identidade’ que mostra a resposta de crianças e adolescentes sobre temas como  medo, futuro, aspectos da comunidade, significado de amizade e de família, entre outros. A publicação contém ainda manifestações gerais dos participantes.

PROTAGONISTAS

Participante da publicação, Suelen Lacerda, 28 anos, falou sobre o resultado. “Foi muito bom participar porque conseguimos expor nossas dificuldades e, com a revista pronta, sinto que conquistamos uma vitória”.

Outra moradora que participou da coleta de dados foi Ana Carolina Alves de Lima, 30, que destacou a possibilidade de se expressar. “Produzir o material também ajudou a melhorar o nosso convívio. Damos mais atenção umas às outras, corremos mais atrás de nossos direitos. Conheci muitas histórias e aprendi que, às vezes, achamos nosso problema tão grande, mas há muitas famílias ainda mais necessitadas”.

O encontro do grupo atendido pelo Paif acontece toda última quarta-feira do mês no Cras, com participação de psicólogo e assistente social. O próximo passo será a organização de uma exposição de fotografias, a pedido dos próprios moradores.

Todos os participantes receberam uma cópia simples da revista, mas o objetivo é que todos recebam um exemplar igual ao que foi apresentado nesta manhã. “É algo para eles guardarem como um trabalho de reconhecimento de seu espaço, de valorização e de protagonismo para que se fortaleçam e conquistem seus sonhos”, explicou a assistente social Sirley Freitas.

 

Galeria de Imagens

Grupo de oradores reunidos em sala e sentados em cadeiras e colchonetes. Eles folheiam a publicação recém-entregue. #Pracegover
Moradores folheiam a nova revista