Conteúdo

Primeiros nichos da escadaria do Monte Serrat estão prontos para festa da Padroeira de Santos

26 de agosto de 2019
16h 05

A beleza dos 14 nichos que retratam a Via Crucis na escadaria do Monte Serrat começa a se destacar. A Prefeitura iniciou nesta segunda-feira (26) a nova fase dos trabalhos de limpeza dos monumentos para a Festa da Padroeira da Cidade, comemorada no próximo dia 8.

Os três primeiros nichos já estão prontos: a equipe de Inês Rangel, coordenadora de Museus e Galerias da Secretaria de Cultura (Secult), cuidou do polimento dos painéis de bronze, feito com água e esponja especial, e da pintura da alvenaria, com uma mistura especial para proteção à base de cimento, água e bianco.

“Essa fase dos trabalhos é a mais trabalhosa que exige paciência e força, porém é também a mais prazerosa. É a cereja do bolo poder ver os nichos mais bonitos e o bronze reluzente”, diz Inês.

A manutenção deles acontece sempre algumas semanas antes dos festejos devido às ações do tempo sobre os monumentos. “O dourado ou esverdeado do bronze tende a desaparecer logo e os painéis vão escurecendo por conta da maresia em nossa Cidade que ocasiona a oxidação”, explica ela.

A partir de quarta-feira (28), a equipe terá apoio da Organização Internacional Nova Acrópole – Filosofia, Cultura e Voluntariado para conclusão do mesmo serviço nos demais nichos da escadaria, que deve ocorrer até o dia 5.

COMUNIDADE

O trabalho de recuperação realizado pela Prefeitura tem apoio dos moradores do morro, em especial os que vivem à margem da escadaria. “Nunca tivemos problema de pichação nestes nichos e, nesta época do ano, sempre temos casas disponibilizadas para deixar nosso material de trabalho abrigado, como escada, balde e sacos de cimento”, comenta Inês.

O restauro dos nichos é realizado desde 2001, a partir de uma parceria da Prefeitura com o Grupo A Tribuna, com a condução da restauradora e irmã de Inês, Maria Iná Rangel. Segundo Inês, antes da recuperação iniciar, os nichos receberam diversas interferências como pintura em azul da alvenaria aplicação de verniz no bronze.

Os 14 painéis são em bronze e granito e foram esculpidos em 1939 por Marino Del Fabero e fundidos no metal por Metelo Benedetti. O processo de limpeza incluiu raspagem dos resíduos de velas que ficam acumulados nos painéis e lavagem à máquina.

Galeria de Imagens

Homem e mulher trabalham na manutenção do nicho #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.