Conteúdo

Previsão indica chuva de moderada a forte na sexta-feira em Santos

19 de março de 2020
11h 23

A Defesa Civil de Santos mantém o aviso de previsão de chuva de moderada a forte para esta sexta-feira (20), em função da chegada de uma frente fria vinda do Sul do País e que já mudou o tempo na Baixada Santista.

Os morros ainda estão em estado de alerta, em função das ocorrências do início do mês, e o órgão informa que 301 famílias já deixaram suas casas até esta quarta-feira, não podendo retornar. Conforme o último boletim meteorológico da Defesa Civil, o volume pluviométrico esperado é de cerca de 70 milímetros até domingo (22), sendo que a chuva deve chegar já nesta quinta-feira (19).

A sexta-feira (20), para quando é esperada a qualquer hora do dia, deve concentrar a maior parte. “Mas ela não é a mesma que vimos no começo do mês”, frisou o coordenador do órgão, Daniel Onias.

ADESIVAGEM

Enquanto isso, prosseguem os trabalhos de adesivagem e marcação com tinta spray das moradias interditadas e as vistorias em casas dos morros da Cidade onde houve ocorrências. No final da tarde desta quarta-feira, o total chegou a 301 famílias que precisaram sair de suas moradias desde o temporal do começo do mês. “Elas não podem voltar. Nós prosseguimos validando as interdições, junto com a Cohab. Essas pessoas moravam nos locais dos escorregamentos ou muito próximo deles”, destacou o coordenador do órgão.

Ao todo, atualmente, 198 pessoas estão nos abrigos públicos da Cidade. Equipes da Defesa Civil saíram nesta quinta-feira para prosseguir com adesivagem nas moradias nos morros, como o do Jabaquara. Onias reforça que a população fique atenta aos sinais de perigo e que, se chover forte à noite e não for possível enxergar indícios de escorregamento, o ideal é sair de casa e procurar um local seguro. “É importante que as pessoas fiquem atentas à previsão do tempo, independente de qualquer coisa”, frisou Onias.

Por isso, ele recomenda que a população se cadastre no sistema de alerta da Defesa Civil do Estado, por SMS, pelo número 40199, informando o próprio CEP.

Primeiros sinais de perigo de deslizamentos

  • No solo: trincas no terreno, degraus de abatimento ou rachaduras
  • Em casa: trincas novas no piso ou nas paredes, ou muros estufados
  • Inclinação de árvores, postes ou muros
  • Valas e surgências d'água com coloração mais barrenta que o normal
  • Estalos ou aumento das trincas em blocos ou paredões rochosos

Para não contribuir com deslizamentos

  • Mantenha a vegetação nativa nas encostas
  • Não jogue ou desvie água de tanques, pias ou chuveiros para as encostas
  • Não descarte lixo nas encostas