Conteúdo

Prevenção ao suicídio é tema de bate-papo em escola municipal de Santos

17 de setembro de 2019
19h 03

Alunos de 8º e 9º anos da escola municipal Avelino da Paz Vieira participaram de um bate-papo com a psicóloga Gisela Monteiro, na tarde desta quinta-feira (17), com o objetivo de se conectar ao semelhante e prevenir suicídios. O encontro faz parte da programação da Prefeitura de Santos para o Setembro Amarelo.

“A vida é um valor em qualquer cultura e religião. As pessoas passam por dificuldades, sofrimentos, doenças e se tornam exemplos de superação. Para alguém abrir mão da vida, é porque algo não vai bem e um dos principais recursos para nos manter vivos são as pessoas”, analisa a psicóloga.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, 90% dos suicídios poderiam ser evitados e a melhor forma para afugentar o pensamento suicida é se expressar, dar vazão ao sentimento, que pode ocorrer de diversas formas: por meio de conversa com alguém de confiança e de atividades que gerem bem-estar.

Dentre as atividades, destaque para manifestações artísticas (ouvir ou compor uma música, dramatizar ou escrever uma peça teatral, fazer vídeos, dançar, entre outros) e os esportes, que ajudam a canalizar o sentimento para a atividade física e requerem disciplina por parte do atleta.

De acordo com Gisela, é necessário criar espaços e possibilidades para se conectar às pessoas, inclusive para ter a oportunidade de ajudar quem passa por um momento delicado da vida.

O coordenador de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, Paulo Muniz, transmitiu uma mensagem de esperança aos jovens. “A vontade de não viver passa. É o que percebemos em relação às pessoas que procuram os serviços de saúde mental porque tentaram se suicidar ou pretendem se matar. Por isso, é importante buscar ajuda e falar sobre o problema ou servir de apoio para alguém que precisa de suporte, encorajando-o a cuidar da situação”.