Conteúdo
Notícias

Prefeitura lança programa de visitas monitoradas às igrejas do centro histórico

Publicado: 28 de junho de 2004
0h 00

A Prefeitura de Santos lançou, nessa segunda-feira (28), em solenidade realizada no Salão Nobre Prefeito Esmeraldo Tarquínio, o Programa de Visitas Monitoradas às Igrejas e Santuários do Centro Histórico, desenvolvido pela Secretaria de Turismo (Setur). Mais um incentivo ao turismo da região central, o novo programa, que começa efetivamente nesta quinta-feira (1º), possibilitará que os interessados conheçam um pouco mais a história, arquitetura e curiosidades da Catedral, do Santuário de Nossa Senhora do Monte Serrat, do Santuário do Carmo, Santuário do Valongo, Igreja do Rosário e Museu de Arte Sacra. Com apoio de Secretaria de Ação Comunitária e Cidadania (Seac), por meio do Projeto Vovô Sabe Tudo, e da Cúria Diocesana de Santos, o projeto terá acompanhamento de uma vovó, treinada por uma equipe da Setur, para orientar o público. Detalhes destes importantes locais de culto religioso de Santos serão explicados aos visitantes, em passeios de aproximadamente 30 minutos. Para fazer as visitas, que são gratuitas, as pessoas devem procurar a "vovó" dentro das igrejas. Ela estará com o broche do Programa Vovô Sabe Tudo. O agendamento para visitas ao Santuário do Monte Serrat e também para grupos acima de setes pessoas deve ser feito na Setur, pelo telefone 3219-9081. HORÁRIOS Na Catedral, onde ficará a vovó Alice, as visitas acontecem de quinta a sábado, das 15 às 17 horas, e aos domingos, das 10 ao meio-dia. A vovó Nazaré estará na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, das 14 às 17 horas; no santuário de Santo Antônio do Valongo, a vovó Maria Helena atenderá de quinta a domingo, das 14 às 17 horas. Já a vovó Salete atenderá na Igreja do Convento da Ordem Primeira do Carmo, aos sábados, das 13 às 17 horas. Foi justamente a Ordem Primeira do Carmo, o local, onde logo após a solenidade, aconteceu a primeira visita monitorada, comandada pela vovó Salete. Dom Jacyr Francisco Braido, Bispo Diocesano de Santos, lembrou que dois pontos importantes de atuação da Igreja estão contemplados no programa. É uma iniciativa muito feliz. Uma idéia fabulosa. Quando andamos pelo mundo, nos encantamos com lugares religiosas históricos. É muito importante que isso seja valorizado em Santos. Turismo e idosos são dois pontos observados pela nossa Diocese. Este projeto une estes dois pólos, o que para nós é uma satisfação, concluiu.