Conteúdo
Notícias

Pontilhão da orla com o canal 1 receberá obras de reforço

Publicado: 15 de julho de 2021
19h 33
Atualizado: 20 de julho de 2021
11h 53

CET MANTÉM AGENTES NO LOCAL

A Prefeitura fará a contratação de uma empresa para realizar o escoramento do pontilhão do canal 1, devido à fissura que surgiu no asfalto junto à orla da praia. Na manhã desta quinta-feira (15), uma vistoria dos engenheiros da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi) com a Defesa Civil constatou que não há risco de solapamento.

Visando diminuir a carga móvel na área mais afetada, segue interditada a faixa de rolamento da direita da Av. Presidente Wilson, no sentido José Menino/Ponta da Praia, sobre o pontilhão. Paralelamente, continuam sendo preparados os documentos técnicos do processo licitatório para recuperação estrutural do pontilhão, obra já prevista pela Prefeitura. Desde 2013 foram entregues 25 pontilhões, sendo 19 estruturas reconstruídas e 6 novas, investimento de mais de R$ 5 milhões.

MONITORAMENTO CONSTANTE

Santos conta atualmente com 180 pontilhões. A Prefeitura mantém monitoramento e efetua as manutenções de rotina. A maioria foi construída na década de 1960 e vem sofrendo as ações do tempo. Quando o custo da manutenção atinge o preço de uma ponte nova, opta-se pela reconstrução.

A recuperação dos pontilhões visa modernizar e ampliar em 80% a capacidade de carga das estruturas. As novas pontes têm capacidade de carga de 45 toneladas (os antigos suportam 25 toneladas), oferecendo mais segurança a motoristas e pedestres.

CET MANTÉM AGENTES

Desde a interdição do trecho da orla, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos) desenvolve ações para reduzir os impactos no trânsito pela área. De imediato, fez a canalização na via (separação do trecho com problema) e vem mantendo agentes para auxiliar na vazão do fluxo de veículos.

Pela manhã e tarde (horários de pico), operadores são posicionados desde a divisa até o canal 1. Ainda com o objetivo de minimizar os transtornos para os motoristas, os tempos dos semáforos foram reajustados.

E mais: nos períodos de maior circulação de veículos, os agentes, além da habitual operação fluidez, fazem também a liberação do trânsito de forma manual, para melhor aproveitamento dos tempos semafóricos.